Márquez: “O que me faria sair da Honda? Não poder ganhar”

Sem contrato para 2019 na MotoGP, piloto espanhol volta a enaltecer que seu foco é seguir com fabricante japonesa

A temporada de 2018 da MotoGP promete ser bastante agitada fora da pista. O piloto espanhol Marc Márquez, atual tetracampeão da MotoGP, é apenas um entre tantos pilotos que só têm contrato para mais uma temporada.

Mesmo com diversos boatos dando conta de que o espanhol teria uma oferta de 20 milhões de euros da KTM, Márquez voltou a enaltecer que não pretende deixar a Honda. Para ele, a única coisa que não o faria seguir na fábrica japonesa seria a falta de desempenho.

"O que me faria sair? Não poder ganhar”, falou Marc.

“Eu sempre quero estar em uma equipe vencedora. No final, o motociclismo é um esporte no qual os pilotos têm a grande sorte de ser - em uma porcentagem maior - mais importantes do que a motocicleta.”

“Mas também há uma porcentagem muito alta na performance da moto, no grupo técnico e em tudo a sua volta. E você tem que procurar um lugar onde você acha que pode explorar melhor sua pilotagem e suas qualidades."

"Meu sonho desde que eu era pequeno era estar na maior fábrica do mundo, e é aqui que eu estou, então estou feliz", acrescenta.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Marc Marquez
Equipes Repsol Honda Team
Tipo de artigo Últimas notícias