Mesmo com perna quebrada, Rossi tentará correr em Aragón

Após realizar teste em Misano nesta semana, piloto italiano da Yamaha irá fazer testes físicos neste fim de semana

A Yamaha confirmou nesta quarta-feira (20) que Valentino Rossi tentará disputar o GP de Aragón, a ocorrer neste final de semana. O piloto quebrou sua perna há 19 dias, ainda antes da última etapa, em Misano. Segundo os médicos, Valentino deveria permanecer um mês fora.

Porém, nesta segunda-feira, apenas 17 dias após quebrar a tíbia e a fíbula de sua perna direita, o piloto já testou em Misano com uma Yamaha R1 para checar seu estado físico.

Acreditando ser “virtualmente impossível” de Rossi retornar, o chefe da Yamaha, Lin Jarvis, já havia anunciado o piloto de Superbike, Michael van der Mark, para o lugar de Valentino. No entanto, o italiano de 38 anos confirma que irá tentar competir.

A Yamaha disse em comunicado: "Após 17 dias de recuperação, Rossi deu suas primeiras voltas de moto em Misano na última segunda-feira e na terça-feira antes de passar por um exame médico hoje.”

"Após o check-up, o italiano decidiu ir para Aragón para tentar participar da corrida deste fim de semana.”

"Ele terá que completar com sucesso uma checagem física obrigatória no MotorLand Aragón para ser declarado apto a participar do fim de semana."

Rossi diz que, embora os testes de Misano tenham sido positivos, ele terá a "resposta real" sobre se poderá correr ou não em Aragón após o TL1 – desde que passe pela checagem médica.

"Felizmente, ontem tive um bom teste com a minha YZF-R1M em Misano. Tentei também andar no dia anterior, mas a chuva me deteve depois de algumas voltas. Ontem consegui completar 20 voltas e encontrar as respostas que eu estava procurando.”

"O teste foi positivo e quero agradecer ao Dr. Lucidi e a sua equipe, que me ajudaram a encontrar as melhores soluções para eu sentir a menor quantidade possível de dor na minha perna enquanto eu ando.”

"Obviamente, no final do teste, eu estava com um pouco de dor, mas nesta manhã eu fui ao Dr. Pascarella para uma verificação médica e saí com um resultado positivo.”

"No final, eu decidi que irei para o Aragón e tentarei andar na minha M1 neste fim de semana. Se eu for declarado apto a andar, eu terei a resposta real depois do TL1, porque a M1 será um desafio muito maior."

Perseguindo seu 10º título mundial, Rossi está a 42 pontos dos líderes do campeonato Marc Marquez e Andrea Dovizioso. 125 pontos ainda estão em disputa.

Van der Mark, que conseguiu seu primeiro pódio com a Yamaha na Superbike neste último fim de semana em Portimão, estará presente em Aragón. Ele estará de prontidão para substituir Rossi. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP de Aragón
Pista Motorland Aragon
Pilotos Valentino Rossi , Michael van der Mark
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias