Mesmo com pódios, Ducati se diz insatisfeita com 2015

Tendo como alvo vitória no início desta temporada, chefe da equipe destaca problemas encontrados pelos dois pilotos

Mesmo com oito pódios durante o ano em sua equipe de fábrica, a Ducati não termina 2015 satisfeita com o desempenho apresentado. Para o chefe da escuderia, Gigi Dall’Igna, o time não pode estar satisfeito com o desempenho alcançado.

"Eu não estou tão feliz, porque a última parte da temporada não foi com certeza como nós gostaríamos que fosse", disse ele.

"Eu divido a temporada em três partes: a primeira, onde estávamos muito competitivos, lutamos o tempo todo pelo pódio e, por vezes, pela vitória. A segunda, onde perdemos algo em comparação aos nossos concorrentes. E a parte final, onde voltamos a ter resultados muito bons.”

"Mas nós não conseguimos chegar na nossa meta da temporada: vencer corridas.”

"Nós lutamos por isso e quase conseguimos duas vezes durante o ano. Mas não o fizemos, por isso não estou tão feliz."

Tanto Dovizioso quanto Iannone se queixaram de problemas específicos na Demosedici GP15 neste ano.

"Francamente falando, o principal problema com relação aos freios vem de Dovi", disse ele. "Ele é muito agressivo, muito forte nessa área, então ele precisa de uma moto assim.”

"Iannone se queixou sempre da aderência traseira, principalmente na parte final da aceleração. Portanto, ainda temos esses dois problemas. Mas é normal ter problemas em uma moto de competição. Você tem de desenvolver passo a passo todas as áreas e tentar ganhar.”

"Temos algumas ideias para resolver estes problemas, mas no momento temos de gerir as maiores novidades das novas regras: os novos pneus e o software. Depois disso, vamos voltar para as questões que ainda temos."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Andrea Dovizioso , Andrea Iannone
Equipes Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias