Morbidelli: Pilotar Yamaha é como andar “na manteiga”

compartilhar
comentários
Morbidelli: Pilotar Yamaha é como andar “na manteiga”
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
21 de nov de 2018 13:15

Ítalo-brasileiro elogia equilíbrio da M1 após primeiro dia em cima da nova moto: “essa moto chama meu estilo”

Franco Morbidelli ficou contente. O piloto de 23 anos fez sua estreia na Yamaha YZR-M1 nos testes de pós-temporada de Valência na última terça-feira guiando o chassi usado por Johann Zarco na Tech3 e um motor de especificação atual. Ele terminou o dia em sexto lugar, a 0s669 do ritmo do piloto da Yamaha, Maverick Viñales.

Questionado sobre como ele terá que adaptar seu estilo de pilotagem à M1 depois de um ano na agressiva Honda RC213V, Morbidelli disse: “é claro que vou mudar para um estilo de pilotagem muito mais suave”.

“Meu estilo de pilotagem já é suave, bastante suave. E esta moto chama esse estilo de pilotagem. Quando você corre, já é como andar na manteiga, é uma sensação muito boa. Acho que virá naturalmente, não vou forçar nada, vou tentar seguir a moto."

O piloto da LCR, Cal Crutchlow, afirmou no início do ano que mesmo a versão 2018 mais amigável da Honda era “de longe” a moto mais difícil de pilotar no grid, mas Morbidelli sugeriu que a maior diferença entre a Honda e a Yamaha não é a demanda física.

"A Yamaha não é muito menos física, é que tudo o que acontece na moto acontece muito suavemente", disse ele.

“Minha moto anterior era bastante dura, bastante reativa. Não nervosa, mas... você pode vê-la na televisão um pouco nervosa, mas eu acho que a palavra certa é ‘reativa’, porque tudo o que acontece, acontece rápido.”

“Com a Yamaha, tudo acontece mais suavemente do que na Honda, mas a Honda é muito mais ágil nas freadas, mas também na saída das curvas. As duas motos são completamente diferentes, mas são rápidas."

“Eu acho que a Yamaha é mais adequada para mim, sim. Certamente meu estilo de pilotagem sempre foi muito suave, por isso é mais adequado para a M1", disse o italiano.

“O piloto tem que fazer um monte de coisas para montar uma Honda. Você aprende coisas que podem ser úteis ao andar em outras motos. A Yamaha é mais intuitiva.”

Franco Morbidelli, Petronas Yamaha SRT

Franco Morbidelli, Petronas Yamaha SRT

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Next article
Rossi: Novo motor faz Yamaha ser mais dócil na condução

Previous article

Rossi: Novo motor faz Yamaha ser mais dócil na condução

Next article

Viñales se recupera de queda e confirma domínio de teste

Viñales se recupera de queda e confirma domínio de teste
Load comments