Moto3: Mais concentrado em 2014, Granado foca pontos em todas as provas

compartilhar
comentários
Moto3: Mais concentrado em 2014, Granado foca pontos em todas as provas
Por: Gabriel Lima
24 de abr de 2014 14:12

Piloto do Team Calvo vê importância em corrida na Argentina: "Para a América do Sul é uma oportunidade incrível"

Eric Granado ainda não pontuou nesta temporada da Moto3, mas tem potencial para fazer isso neste final de semana em Termas de Río Hondo, Argentina, terceira etapa do campeonato mundial. O piloto se classificou em 12º para a primeira prova, no entanto acabou caindo. Na segunda corrida, uma forte queda na classificação lhe impediu de entrar no Top 15.

Ainda assim, o brasileiro está otimista para conseguir um bom resultado neste fina de semana, que marca a volta do mundial de motovelocidade à Argentina pela primeira vez em 15 anos.

“Estou muito feliz de competir aqui na América do Sul. Acho que é muito importante para o motociclismo no Brasil e, claro, para toda a América do Sul, porque fazia tempo que não vinhamos para cá. E realmente, nos dias que estamos aqui, posso dizer que fui muito bem recebido, o circuito está muito bom”, falou Granado em entrevista exclusiva ao TotalRace.

[publicidade]“Obviamente há o que se melhorar, alguns pontos que precisam evoluir, mas acho que é um bom começo, e agora com mundial aqui, é excelente. Espero começar os treinos amanhã bem e entender como é a pista em cima da moto. Para a América do Sul é uma oportunidade incrível.”

Falando do circuito, Eric o vê um pouco como o da Holanda, plano, com curvas de alta e muita velocidade. “É uma pista que é rápida. É realmente muito legal, vamos atingir altas velocidades. É difícil comparar com outra pista, mas diria que parece bastante Assen, que também é uma pista rápida. O difícil para nós vai ser começar com uma caixa de câmbio ideal, porque nunca andamos aqui. Então vamos tentar trabalhar nisso hoje, para amanhã começarmos o melhor possível.”

“Temos opções de câmbio que todos os pilotos têm acesso. Não é 'cada um faz o que quer', temos que escolher e adaptamos o câmbio à pista. É impossível com o nível que temos andar com o mesmo câmbio em todas as 18 pistas”, relatou por fim o piloto da moto número 57.
Próxima MotoGP matéria
Favoritos chegam "às cegas" na desconhecida pista de Termas do Rio Hondo

Previous article

Favoritos chegam "às cegas" na desconhecida pista de Termas do Rio Hondo

Next article

Márquez: "Podemos dizer que agora estou 100% para correr"

Márquez: "Podemos dizer que agora estou 100% para correr"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias