MotoGP: Cancelamento foi culpa do asfalto de Silverstone

compartilhar
comentários
MotoGP: Cancelamento foi culpa do asfalto de Silverstone
26 de ago de 2018 17:37

Diretor de prova do Mundial de Motovelocidade diz que pista recapeada não drenou suficientemente bem a água da chuva

O diretor de prova da MotoGP, Mike Webb, afirmou que o cancelamento do GP da Grã-Bretanha foi um resultado direto do novo asfalto de Silverstone para 2018, que não conseguiu drenar corretamente a água da chuva.

Na tentativa de se livrar das ondulações e dar à superficie um aspecto consistente, Silverstone foi reasfaltado na sua totalidade pela primeira vez desde 1996 no início deste ano.

Webb confirmou que a corrida foi cancelada porque o novo asfalto era muito perigoso em condições de chuva, já que não estava drenando adequadamente e fazendo com que a água parada se acumulasse em vários lugares.

"Sim, isso é um resultado direto da superfície da pista", disse o neozelandês. "Tivemos vários anos de experiência aqui em condições muito úmidas recentemente com o asfalto antigo e conseguimos fazer corridas normalmente.”

"Neste ano, com a nova superfície, é a primeira vez que encontramos muita água parada em lugares críticos da pista.”

"É bastante simples, fomos forçados a cancelar o evento de hoje devido à condição da pista.

"Principalmente devido à água acumulada na superfície. Eu acho que você viu os resultados quando corremos sob chuva forte. O circuito em alguns lugares não é seguro por causa da maneira como a água não escoa pela superfície.”

"Fizemos tudo o que pudemos para realizar o evento hoje, obviamente a última coisa que qualquer um de nós quer fazer é cancelar um evento. No entanto, a segurança continua sendo uma prioridade."

Devido às fortes chuvas previstas para a tarde de domingo, a corrida foi remarcada para 11h30 locais, mas a chuva já havia começado e não melhorou até que a corrida fosse cancelada pouco antes das 16h.

"Tentamos fazer a corrida nesta manhã, mas era óbvio que as condições da pista não eram seguras", acrescentou Webb. "Depois disso e uma consulta com os pilotos, começamos um atraso para discutir mais a situação”.

"Ficou óbvio que a condição da pista não estava melhorando. Mesmo quando a chuva diminuiu um pouco, a pista ainda estava muito molhada. Nós discutimos várias opções, incluindo correr amanhã – que foi discutido com as equipes e com o circuito.”

"Concluiu-se que isso não era uma possibilidade e, portanto, a outra possibilidade que o circuito solicitou, com a qual concordamos, era adiar o máximo possível até o momento em que as condições estivessem seguras.”

"Chegamos ao ponto em que, apesar da chuva estar diminuindo, o circuito ainda não estaria na condição de que pudéssemos correr com segurança, então tomamos a decisão muito difícil e lamentável de cancelar."

"Devo dizer que do ponto de vista do circuito, a equipe fez um esforço inacreditável durante todo o fim de semana, não apenas hoje. Um enorme esforço para tentar tornar a pista segura.”

"Até o último minuto eles ainda estavam trabalhando, mas infelizmente não pudemos combater a natureza."

Próxima MotoGP matéria
Após reunião, MotoGP decide cancelar GP da Grã-Bretanha

Previous article

Após reunião, MotoGP decide cancelar GP da Grã-Bretanha

Next article

Rabat pode deixar UTI na quinta-feira e voltar a Barcelona

Rabat pode deixar UTI na quinta-feira e voltar a Barcelona
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Tipo de matéria Últimas notícias