MotoGP lança novo campeonato de motos elétricas

Nova categoria, chamada de MotoE, terá sua primeira temporada em 2019 e correrá como evento suporte do mundial

Promotora da MotoGP, a Dorna Sports lançou nesta terça-feira (6) um novo campeonato com motos elétricas, o FIM MotoE World Cup.

Em um evento de lançamento em Roma, a empresa de energia Enel foi confirmada como a patrocinadora título do campeonato, que começará em 2019 e será corrido com uma versão de competição da moto Energica Ego, que foi revelada no evento.

Também foi confirmado que o grid incluirá 18 motos em 11 equipes do paddock. Sete equipes da MotoGP irão competir. Serão elas Tech 3, LCR, Marc VDS, Pramac, Avintia, Angel Nieto (anteriormente Aspar) e Gresini. Cada uma andará com duas motos, enquanto quatro equipes de Moto2 e Moto3 correrão com apenas uma moto.

"A Dorna junto com a FIM tem o prazer de avançar para o mundo da mobilidade elétrica - uma opção que consideramos um caminho para o futuro", disse o CEO da Dorna, Carmelo Ezpeleta.

"Hoje estamos entusiasmados em anunciar nossa parceria com a Enel, como patrocinadora oficial do FIM Enel MotoE World Cup, além de ser a parceira de energia sustentável da MotoGP. Esperamos trabalhar em parceria neste novo empreendimento.”

"Estamos satisfeitos com o compromisso e os valores que a Enel tem, pois destacam perfeitamente os princípios nos quais se baseia a MotoE.”

"Estamos muito orgulhosos de trabalhar com uma empresa global, inovadora e de longo alcance como a Enel, e aguardamos a colaboração que também envolverá a IRTA, as equipes independentes da MotoGP e a excelente moto Energica.”

"Você pode ter certeza de que juntos poderemos fazer do campeonato um grande sucesso."

O calendário para a MotoE ainda não foi confirmado, mas espera-se que sejam cinco corridas de oito voltas, todas na Europa e provavelmente começando a partir de Jerez.

MotoE
MotoE

Photo by: FIM

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Tipo de artigo Últimas notícias