MotoGP muda regras da grid após confusão na Argentina

compartilhar
comentários
MotoGP muda regras da grid após confusão na Argentina
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
18 de mai de 2018 21:22

Categoria emitiu um novo conjunto de procedimentos de grid que entrarão em vigor para a partir de Mugello, na sequência da polêmica corrida na Argentina no mês passado

Antes do início do GP da Argentina em Termas de Rio Hondo, todos os pilotos, exceto Jack Miller, que estava na pole position, saíram do grid para mudar de moto, para largar em uma pista de secagem rápida.

Desejando evitar uma largada do pitlane em massa, potencialmente insegura, os organizadores deram a Miller uma vantagem de seis linhas de grid para compensar sua vantagem perdida.

Mas o australiano foi presa fácil e foi ultrapassado por Marc Márquez na segunda volta e terminou em quarto.

Agora, os organizadores da MotoGP concordaram com um sistema diferente para as corridas futuras, quando um grande número de pilotos decidirem trocar de moto antes da largada, que foi anunciado em Le Mans na noite de sexta-feira.

A partir de agora, qualquer piloto que sair do grid para mudar para uma moto com pneus diferentes poderá agora começar do seu lugar, mas terá de cumprir uma penalização durante a corrida.

Se um piloto mudar para outra moto com os mesmos pneus, eles simplesmente começarão a partir da parte de trás do grid.

Nos casos em que os pilotos tirem as motos após a volta de aquecimento, eles também terão que cumprir uma penalidade durante a corrida.

Também foi acordado que um início do pitlane em massa não pode acontecer com mais de 10 motos. Nesses casos, a corrida será suspensa com um procedimento de "início rápido" colocado em prática.

Os pilotos ainda podem trocar de motos e pneus sem penalidade por cinco minutos após a volta de apresentação, quando o pitlane está fechado.

Próxima MotoGP matéria

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias