Para Márquez, tirar vitória de Lorenzo era impossível

compartilhar
comentários
Para Márquez, tirar vitória de Lorenzo era impossível
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
3 de jun de 2018 18:16

Espanhol da Honda lamenta queda, mas diz que não esteve à altura do compatriota da Ducati

Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team,Italian MotoGP 2018
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Podium: race winner Jorge Lorenzo, Ducati Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team

Saindo de sexto no grid de largada, Marc Márquez conseguiu chegar ao segundo lugar sendo agressivo e passando vários pilotos nas primeiras voltas do GP da Itália deste domingo (3). No entanto, ele acabou caindo enquanto tentava alcançar Jorge Lorenzo na curva Scarperia.

Ele ainda voltou à sua Honda, mas só conseguiu terminar em 16º.

Perguntado depois da corrida se achava que tinha ritmo duelar com o compatriota, Márquez respondeu: “não”.

“O pódio era possível, porque após o acidente a moto não estava perfeita mas ainda assim estava em um bom ritmo. Um ritmo semelhante ao dos outros pilotos do pódio. Mas Lorenzo hoje foi mais rápido que todos.”

"Nós tentamos mudar muito a moto durante este fim de semana, para tentar trabalhar melhor com o pneu dianteiro."

"Com o médio - pneu que normalmente é a escolha padrão - para mim era impossível terminar a corrida. Então, eu estava tentando administrar o dianteiro duro, mas na curva 10 eu perdi a frente."

Após perder a frente, Márquez deslizou lentamente para fora da pista tentando se salvar do tombo sem sucesso.

"Claro que hoje eu tentei salvar o acidente e tentei pegar a moto bem rápido", disse ele.

“Mas era impossível salvar, porque estava em declive e a aderência não era tão boa.”

Márquez disse que achou difícil evitar um segundo acidente.

"Mesmo andando sozinho depois eu quase caí 10 vezes", disse ele. “Esta corrida foi uma corrida que devemos esquecer, porque, como eu disse, a distribuição de pneus foi muito especial para nós.”

“Não é uma desculpa porque para todos era a mesma coisa, mas é algo que, você sabe, com a Honda, nosso estilo de pilotagem, nós estressamos os pneus ainda mais.”

Reportagem adicional por Oriol Puigdemont

Próxima MotoGP matéria
Petrucci: Márquez merecia punição na primeira volta

Previous article

Petrucci: Márquez merecia punição na primeira volta

Next article

Em segundo, Dovizioso lamenta decisão de pneus errada

Em segundo, Dovizioso lamenta decisão de pneus errada