Para Rossi, Yamaha atravessa momento delicado

Piloto italiano, que abandonou GP do Japão, disse que a expectativa para a Austrália é complicada

Phillip Island - Apenas quatro voltas durou a corrida de Valentino Rossi no Japão. Um acidente com sua Yamaha o deixou fora da prova, mas, felizmente, não afetou sua recuperação da perna operada.

"A perna está melhor. Felizmente, a queda não piorou a recuperação, embora o meu ombro direito doa, apesar de não ter nada quebrado. Precisamos ver as condições e os pneus", disse o piloto da Yamaha para o fim de semana na Austrália.

Valentino fez uma ótima corrida no ano passado no circuito de Phillip Island, com um valioso segundo lugar.

"O ano passado fui bem, mas em fevereiro sofri muito", referindo-se ao teste de pré-temporada.

Um dos problemas que aflige a Yamaha é o ajuste em pisos molhados com esses pneus.

"Com o Bridgestone molhado sempre fomos bem, mas também no ano passado com Michelin, então precisamos entender."

Não é descartada a chuva neste fim de semana, então a Yamaha deve ser aplicada nesse ponto.

"Estamos testando muitas coisas, sem peças novas, apenas ajustes finos, mas espero que a corrida seja no seco".

O desempenho da M1 está sendo um pouco sombrio nesta segunda metade da temporada e agora é vital fazer um bom trabalho com a moto para o próximo ano.

"Conversamos muito com os japoneses, especialmente na sexta-feira. Eu sempre tento transmitir a melhor informação possível", disse ele.

Sobre a pista, ele lembrou que "neste circuito você tem que ser muito corajoso e ter muita confiança. Além disso, temos o problema do tempo, e nessas condições sofremos um pouco".

"Se olharmos para trás, houve fins de semana em que sofremos muito, apesar de ter trabalhado duro de sexta-feira a domingo, como se algo nos escapasse. No Japão aconteceu como em Jerez ou em Barcelona, poderíamos ter feito tudo sem resolver o problema".

"Atravessamos um momento tecnicamente delicado, então não há com o que ficar nervoso", avisou.

Muito foi falado se no teste de Misano a Yamaha colocou na pista a moto de 2018 e que mesmo algumas peças do próximo ano já estão sendo usadas nesta temporada.

"Não vamos testar nada da moto do próximo ano, porque não há nada pronto", encerrou o assunto Rossi.

Sobre a batalha pelo título, da qual foi matematicamente excluído no Japão, Valentino fez sua avaliação.

"O campeonato é muito bonito porque são poucos pontos e os dois são mais fortes do que os outros. Dovi cresceu muito e está andando muito bem", disse.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP da Austrália
Pista Phillip Island Grand Prix Circuit
Pilotos Valentino Rossi
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias