Pedrosa: Diretor de provas da MotoGP não quis me receber

compartilhar
comentários
Pedrosa: Diretor de provas da MotoGP não quis me receber
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
7 de mai de 2018 14:48

Após acidente múltiplo em Jerez, piloto espanhol tentou conversar com diretor de provas e foi ignorado

Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Jorge Lorenzo, Ducati Team, Andrea Dovizioso, Ducati Team, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

O polêmico incidente envolvendo Dani Pedrosa, Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso no GP da Espanha do último final de semana deu o que falar após a prova. O piloto da Honda revelou que tentou conversar com o diretor de provas da MotoGP, Mike Webb, mas não foi recebido.

Falando à imprensa depois, Pedrosa expôs suas queixas com a decisão dos comissários e argumentou que ele não foi tratado corretamente quando foi à direção de provas para discutir o assunto.

"Eu fui lá para falar com a direção de provas porque eu quero entendê-los", disse ele.

“Começamos a perguntar. Ok, então eu estava por dentro, eu estava na linha correta da pista? Sim. Eles (as Ducatis) estavam do lado de fora, eles estavam voltando de um erro. Então eles estavam se juntando à linha correta da pista? Sim.”

“Então, quando você está na linha, quem tem a preferência, o cara que está dentro ou o cara que está do lado de fora? O cara que está dentro. Ok, então, de quem é a culpa? Eles: ‘ok, bem, já tomamos nossa decisão’".

“Eu quero que eles entendam corretamente o que está acontecendo na pista, porque eles não estão entendendo. O mais importante é que às vezes eles não encaram as coisas. Mal consigo andar e fui até lá, e o Sr. Mike Webb (diretor de provas) nem quis participar da reunião, e ele estava na sala ao lado. Eu mereço um pouco mais de respeito do que isso."

No rescaldo dos confrontos de Marc Márquez com Aleix Espargaró e Valentino Rossi na Argentina, o painel de comissários da MotoGP - formado por Webb e dois comissários da FIM - foi instruído a impor penas mais duras para os acidentes.

Pedrosa, que quebrou o pulso em um acidente semelhante ao da Espanha no GP da Argentina, quando foi forçado por Johann Zarco, ficou ofendido com o fato de seus toques com Zarco e Lorenzo terem sido considerados "incidentes de corrida".

“Foi um incidente de corrida para mim na Argentina, não foi para Marc e Vale, mas o de Zarco comigo sim... Eu tive um highside depois do erro de Zarco, eu tento dar espaço e finalmente termino no hospital.”

“E desta vez, tudo bem, Lorenzo talvez não tenha me visto, não tenha olhado, não me esperava lá ou o que quer que fosse. Mas, boom, acabamos caindo. E novamente incidente de corrida.”

Ele enfatizou que não quer recorrer da decisão do toque com Lorenzo, pois isso o colocaria contra o piloto da Ducati.

"O que eles disseram - 'ok, se você não concorda com a nossa decisão', algo que não é minha opinião, ‘faça um apelo'", lembrou Pedrosa.

“Não estou com raiva, mas estou desapontado que eles (os comissários) atribuam a responsabilidade aos pilotos. Porque se eu apelar, então parece que estou contra o Jorge. Mas não, eu só estou contra a decisão deles. O que é diferente.”

Reportagem adicional por German Garcia Casanova

Próxima MotoGP matéria
VÍDEO: os 10 momentos mais marcantes do GP da Espanha

Previous article

VÍDEO: os 10 momentos mais marcantes do GP da Espanha

Next article

Zarco domina primeiro teste de Jerez após corrida espanhola

Zarco domina primeiro teste de Jerez após corrida espanhola
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Espanha
Localização Circuito de Jerez
Pilotos Dani Pedrosa Shop Now
Equipes Repsol Honda Team
Autor Valentin Khorounzhiy
Tipo de matéria Últimas notícias