Pedrosa: "Estou bem, mas tenho líquido no meu quadril"

Dani Pedrosa chega a Le Mans depois do voo espetacular que protagonizou em Jerez

Le Mans (França) – Dani Pedrosa saiu voando e bateu forte contra o asfalto apoiando-se direto em seu quadril direito. Apesar disso, participou de um dia de testes no dia seguinte no mesmo circuito de Jerez e, uma semana depois, em Mugello.

Ainda assim, Pedrosa continua com dor na área afetada, como ele disse nesta quinta-feira em Le Mans.

"Estou mais ou menos bem, apesar de ter líquido no quadril. Depois da queda fui conversar com Jorge, só queria vê-lo ", disse em relação a Lorenzo, com quem se chocou em Jerez.

Na semana passada, Dani voltou à pista, novamente, em um dia de testes privados.

"Em Mugello não me encontrei bem fisicamente. Apenas confirmamos algumas coisas que testamos em Jerez e que funcionaram lá. Mais do que qualquer coisa, para confirmar que seguimos na direção certa", explicou.

Depois da corrida na França, os pilotos vão desfrutar de um novo dia de testes no Circuito de Barcelona (na próxima semana), para experimentarem o asfalto antes do GP da Catalunha.

"Tenho que esperar depois do teste de Barcelona para ver se extraímos o líquido. Estou um pouco preocupado porque não posso fazer o que deveria (extrair), porque requer descanso."

Finalmente, Pedrosa falou sobre o braço oscilante do sua Honda, já que ele usa um novo de carbono, enquanto outros pilotos usam o de alumínio tradicional.

"Normalmente, Cal [Crutchlow] tem muito mais tração do que eu, que sou o piloto que mais derrapa com a traseira da moto. O braço oscilante de carbono te dá mais sensibilidade".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Dani Pedrosa
Tipo de artigo Reactions