Petrucci: Estreia com Ducati foi como "primeiro dia na escola"

compartilhar
comentários
Petrucci: Estreia com Ducati foi como
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
20 de nov de 2018 19:24

Novo piloto da Ducati de fábrica disse que seu primeiro dia de testes com a equipe em Valência foi "muito emotivo"

Danilo Petrucci, que passou quatro anos na equipe satélite da Ducati, a Pramac, será o substituto de Jorge Lorenzo na equipe oficial em 2019.

O italiano fez sua primeira aparição com o novo time nesta terça-feira, no dia de abertura dos testes de pós-temporada em Valência, e terminou em oitavo, a 0s684s do líder.

“Foi um dia muito, muito emotivo. A sensação foi como o primeiro dia na escola ”, disse Petrucci.

“Havia muito tempo que eu não fazia nada pela primeira vez. É um sonho que se torna realidade usar essas cores.”

Petrucci admitiu que estava "um pouco desconcertado" no início do dia por causa da emoção da ocasião, mas ficou feliz com o resultado, apesar da chuva ter trazido um fim prematuro ao treino.

O italiano, que guiou a Ducati em 2018 na Pramac este ano, começou a terça-feira com a mesma especificação, mas logo mudou para o protótipo de 2019.

"Foi um dia muito bom. Testamos a nova moto [de 2019], e ela não tem coisas negativas e isso é muito, muito bom.”

“No pit, há um ambiente muito calmo e descontraído, gostei disso.”

“Infelizmente a chuva veio no momento em que eu estava bem rápido, com pneus usados. Foi uma pena, mas é apenas o primeiro dia.”

O vencedor do GP de Valência, Andrea Dovizioso, estava um quarto de segundo à frente do novo companheiro de equipe, em quarto.

"Infelizmente não pudemos começar com uma comparação real da nova moto", disse Dovizioso.

“Fizemos algumas saídas com a moto deste ano porque queríamos criar uma base. Preparamos tudo para fazer uma comparação correta, mas começou a chover. Não foi um dia realmente importante.”

O italiano sugeriu que ele teria que fazer mais voltas com a especificação de 2018 na quarta-feira antes de começar a trabalhar na versão do ano que vem.

"Toda vez que tentamos algo novo, precisa ser tudo perfeito", disse ele.

“Amanhã de manhã, temos que ver as condições. Novamente, temos que começar com a moto anterior, porque temos que criar outra base para entender exatamente a diferença.”

“Não temos uma moto completamente nova, estamos trabalhando nos detalhes.”

Andrea Dovizioso, Ducati Team

Andrea Dovizioso, Ducati Team and Franco Morbidelli, Petronas Yamaha

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Next article
Viñales lidera primeiro dia de teste à frente de Márquez e Rossi

Previous article

Viñales lidera primeiro dia de teste à frente de Márquez e Rossi

Next article

Zarco tem primeiro treino com KTM: “um pouco lento”

Zarco tem primeiro treino com KTM: “um pouco lento”
Load comments