Petrucci: Lorenzo não foi inteligente e impediu meu pódio

compartilhar
comentários
Petrucci: Lorenzo não foi inteligente e impediu meu pódio
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
15 de jul de 2018 18:54

Italiano diz que embate com piloto espanhol prejudicou suas chances de pódio no GP da Alemanha

Danilo Petrucci, Pramac Racing
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Pole sitter Marc Marquez, Repsol Honda Team, second place Danilo Petrucci, Pramac Racing, third place Jorge Lorenzo, Ducati Team
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Second place Danilo Petrucci, Pramac Racing

Danilo Petrucci, da Pramac Ducati, foi batido por Maverick Vinales, na penúltima volta, tendo perdido tempo tentando ultrapassar Jorge Lorenzo.

Petrucci disse que isso lhe custou um segundo na briga contra Viñales e sugeriu que o encontro de Lorenzo poderia ter sido a diferença entre terminar em terceiro e quarto.

O editor recomenda:

“Ele [Lorenzo] saiu na curva 1, eu estava por dentro, bastante calmo. Mas então ele me viu, e acho que decidiu me tocar, porque ele me tocou no meu pneu dianteiro.”

"Acho que ele me viu e fez, eu acho, não voluntariamente, mas com certeza ele não tentou me evitar. E perdemos um segundo.”

“Talvez com esse segundo eu pudesse terminar no pódio, mas com certeza, Maverick foi mais rápido porque ele tinha mais pneus e me passou onde eu não poderia responder.”

“Com certeza Lorenzo não foi tão inteligente para fazer essa linha na curva 1, porque eu vi o mesmo com Rossi, ele estava por fora, e eu não sei qual era o pensamento dele.”

Quando perguntado sobre o incidente pelo Motorsport.com, Lorenzo disse que era dever de Petrucci perceber que ele poderia tocá-lo.

"O piloto que está na frente não tem visão do que está por trás, e se você estiver na parte suja, tente ir na linha limpa o mais rápido possível", disse o espanhol.

“O piloto deve saber que o piloto da frente vai entrar por dentro mais cedo ou mais tarde. Ele precisa ser cuidadoso.”

“Ele [Petrucci] disse: 'esta é minha oportunidade, eu abro mais o acelerador'. Esse foi o problema. Ele precisa entender: ‘Terei outra oportunidade porque sou mais rápido que ele. Eu vou ultrapassá-lo em outra curva’.”

"Esse foi o problema, na minha opinião, porque eu não posso ficar na linha suja para sempre."

Próxima MotoGP matéria
Márquez: “Quando vi Rossi a 0s6, falei: ‘hora de ir’”

Previous article

Márquez: “Quando vi Rossi a 0s6, falei: ‘hora de ir’”

Next article

Viñales: Yamaha precisa domar “brutal” entrega de potência

Viñales: Yamaha precisa domar “brutal” entrega de potência
Load comments