Petrucci: Márquez merecia punição na primeira volta

compartilhar
comentários
Petrucci: Márquez merecia punição na primeira volta
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy , News Editor
3 de jun de 2018 18:50

Piloto da Pramac Ducati acredita que rival da Honda deveria ter sido penalizado pelo choque na primeira volta em Mugello

Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Danilo Petrucci, Pramac Racing

Depois de fazer uma largada forte, Marc Márquez atacou agressivamente o terceiro colocado, Danilo Petrucci, na segunda curva, forçando o italiano ir para a área de escape.

A MotoGP anunciou na sequência dos confrontos de Márquez com Valentino Rossi e Aleix Espargaro na Argentina que iria impor penas mais duras, e Petrucci, que caiu para a 10ª posição como resultado do confronto em Mugello, acredita que a manobra de Márquez justificaria uma penalidade.

Questionado sobre a sanção que queria ver, Petrucci disse: “Não sei, não sou o diretor da prova, mas acho que o diretor da prova deveria fazer alguma coisa.”

“Porque na comissão de segurança em Austin [depois da corrida na Argentina] dissemos que se um piloto arruinar a corrida de outro, eles deveriam ser penalizados.”

“E, não sei, eu estava terceiro e depois fui para 10º uma curva depois. Ele me tirou da pista e tive muita sorte de não decolar no asfalto.”

Petrucci tinha sido criticado por agressivas corridas no passado e enfrentou críticas de Espargaró depois da mesma corrida na Argentina.

“Eu não fiz a mesma coisa, porque Espargaró não saiu da pista na Argentina e eu fui chamado de matador”, disse Petrucci.

“Então eu não sei. Nem sempre estou reclamando, mas você desperdiça o trabalho de muitas pessoas.”

Ele sentiu que a manobra de Márquez havia comprometido sua estratégia: "Perdemos uma oportunidade hoje e metade da corrida foi arruinada na primeira volta."

Márquez, por sua vez, sentiu que a situação era “difícil de controlar” dentro do caos da primeira volta.

"Na curva 2, as motos estavam juntas [com Andrea Iannone]", lembrou o piloto da Honda. "Percebi que Petrucci entrou muito rápido e percebi que estaria o tocando na traseira. Se fizesse isso, cairíamos juntos.”

“Então eu tentei entrar pelo lado de dentro, é claro que perdemos muito tempo, ele perdeu mais do que eu, mas é algo que na curva 2 é muito difícil de controlar.”

Relatos adicionais por Oriol Puigdemont e Matteo Nugnes

Próxima MotoGP matéria

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Itália
Localização Mugello
Pilotos Marc Marquez, Danilo Petrucci
Autor Valentin Khorounzhiy
Tipo de matéria Últimas notícias