Petrucci: Últimas 10 voltas na Áustria foram “pesadelo”

compartilhar
comentários
Petrucci: Últimas 10 voltas na Áustria foram “pesadelo”
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
14 de ago de 2018 21:51

Depois de perder desempenho no pneu traseiro na parte final da corrida, italiano se diz aliviado com vantagem para rivais atrás

Danilo Petrucci terminou o GP da Áustria em quinto lugar, a 13s de Jorge Lorenzo, depois de passar grande parte da corrida disputando com a LCR Honda de Cal Crutchlow para ser o melhor piloto de equipe privada.

No entanto, o italiano foi forçado a recuar nos últimos momentos, acabando por terminar a 4s de Crutchlow e apenas nove décimos à frente de Valentino Rossi. Apesar de ter ficado satisfeito por ter ultrapassado Johann Zarco para se tornar o melhor piloto independente do campeonato, Petrucci admitiu que a sua posição final se deveu a “sorte”.

"As últimas dez voltas foram um pesadelo", contou o italiano.

“Felizmente tinha alguma vantagem para Álex Rins, e Rossi começou muito atrás, então tive a sorte de estar na frente, porque nas últimas dez voltas eu tive muitos problemas.”

“Eu sofri em tudo, mas acima de tudo no consumo de pneus no lado direito. Rossi ganhou quase um segundo por volta nas últimas cinco voltas, com outra volta eu não sei como teríamos terminado.”

“Esta é a pista que eu menos gosto. Doze quilos a mais em todas as áreas de frenagem é muita coisa, eu estressei muito o pneu dianteiro, e o pneu traseiro superaqueceu. Nós tivemos dificuldades com o consumo de combustível, eu tive que correr com baixa potência, isso não me ajudou nessas longas retas.

"De qualquer forma, ontem eu teria ficado feliz com um top-5. Eu consegui e estou muito satisfeito com o trabalho que estamos fazendo com a minha equipe."

Petrucci correu com pneus médios dianteiros e traseiros, uma estratégia idêntica a de Andrea Dovizioso, da Ducati, mas Lorenzo conseguiu vencer a corrida usando pneus macios na sua Ducati.

Perguntado se ele fez a escolha correta de pneus, Petrucci respondeu: “eu não sei, sinceramente. Estou curioso como você porque não temos muitos dados dessa corrida”.

“Vimos no TL1 que Dovizioso começou com o traseiro macio e foi muito constante até ao final da sessão. Comecei com o médio, e no final da sessão eu estava com problemas com a tração traseira.”

“Eu vi que Jorge estava muito bem em tração. Ele está sempre se importando muito com a aceleração, então ele é muito forte nessa área. Com o meu peso, é sempre um problema usar o mais macio.”

“Com certeza, o duro dessa vez não foi tão útil, pois sempre vimos a Ducati com macios e a Honda com os duros. Difícil de entender, com certeza tenho essa dúvida.”

Próxima MotoGP matéria
Lorenzo vai "perder" na Honda, diz Ducati

Previous article

Lorenzo vai "perder" na Honda, diz Ducati

Next article

Miller admite crise de confiança após maus resultados

Miller admite crise de confiança após maus resultados
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Áustria
Pilotos Danilo Petrucci
Equipes Alma Pramac Racing
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias