Redding: Em Sepang consegui melhorar a cada dia

Scott Redding disputa sua quinta temporada na MotoGP e corre pela primeira vez com uma Aprilia, depois de dois anos com a Honda e outros dois com a Ducati

Depois de ser vice-campeão da Moto2 em 2013, Scott Redding deu o salto à categoria principal no ano seguinte com a equipe Honda Gresini, passando em 2015 para a Honda Marc VDS, com a qual conseguiu um pódio (3º) no GP de San Marino.

Em 2016, assinou com a Ducati Pramac, com a qual chegou a um terceiro lugar, desta vez no GP da Holanda daquele ano. No ano passado, novamente na Pramac, a irregularidade dominou sua campanha, com dois lugares separados, no Catar e São Marino, com dois sétimos lugares, no Cartar e em San Marino, seus melhores resultados, o que levou os italianos a encontrr um substituto, o australiano Jack Miller.

Apesar do seu cartão de visita não ter tons brilhantes, a equipe oficial de fábrica da Aprilia optou por contratar o britânico de 25 anos, que terminou em 23º na classificação de tempos combinados no primeiro teste oficial de 2018.

No primeiro dia de teste em Sepang, o relógio parou em 2m01s962, 2,5 segundos atrás do mais rápido (Pedrosa) e 1s3 atrás de seu parceiro, Aleix Espargaró, que foi 14º.

No segundo dia, melhorou para 2m01s456, 2,1 atrás segundos do líder (Viñales) e um pouco mais longe do vizinho da box, que terminou em 11º com 1m59s925.

Satisfeito com o trabalho em Sepang

O salto ocorreu no terceiro e último dia dos testes, quando Redding diminuiu para 2m00s812, 1,9 segundo do mais rápido (Lorenzo) e desta vez menos de um segundo mais lento que Aleix, que diminuiu seu tempo para 1m59s962. A conclusão é que o britânico progrediu durante os testes de Sepang.

"Sinceramente, estou bastante satisfeito com a forma como terminamos o teste", explicou o piloto em referência aos testes de Sepang no final de janeiro.

"Precisávamos de um pouco de tempo, desde que mudança da configuração da moto de 2017 para a nova não funcionou para mim, enquanto Aleix (Espargaró) se encontrou rapidamente com a moto", argumentou o britânico, quem testou a Aprilia 2017 nos testes de Valência e de Jerez em novembro.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Scott Redding
Tipo de artigo Últimas notícias