Rins: "Este ano espero lutar pelo pódio em cada corrida"

Na segunda temporada na MotoGP, o piloto de Barcelona espera que a Suzuki faça uma moto com a qual ele possa estar na frente

O primeiro ano de Alex Rins na MotoGP deixou um gosto agridoce. Sua primeira metade do ano foi marcada por lesões, uma circunstância que o assombrou desde a sua estreia com a Suzuki. Assim, entre a sofrida na pré-temporada e as que ocorreram no início do campeonato, o catalão foi forçado a perder cinco GPs antes do verão.

Além disso, os problemas que a Suzuki teve neste ano com a escolha do motor atrapalharam os dois pilotos da fábrica de Hammamatsu, impedindo-os de ver o potencial de ambos até a última parte do ano.

Na última corrida em Valência, Rins estava prestes a conseguir o seu primeiro pódio na MotoGP - terminou em quarto lugar – mas, por ter ficado fora, a Suzuki recuperou as concessões que lhe permitirão ter a liberdade de desenvolver o motor de teste em 2018. Suzuki trabalha para ter o protótipo com o qual eles competirão este ano pronto para os primeiros testes de pré-temporada, mas eles têm o wild card para poder modificar seu motor durante o ano.

"A temporada começou muito mal com uma lesão no segundo dia em que subi na Suzuki, o que me impediu de começar o ano nas melhores condições", admite Rins. "Então fiquei machucado antes da Argentina e em Austin, quebrei meu pulso, o que me deixou fora por alguns meses. Felizmente, consegui terminar a temporada em boa forma e perto do pódio".

"Apesar de ter momentos muito delicados, difíceis de digerir, em um ano eu aprendi muitas coisas. Em 2018, espero conseguir devolver toda a confiança e os esforços que a Suzuki depositou em mim para poder lutar pelas posições do pódio em cada corrida", acrescenta.

O piloto de 22 anos reconhece que, apesar de todas essas dificuldades, ele está realizando um sonho ao estar com a Suzuki na MotoGP.

"No geral, foi uma experiência fantástica. Chegar à MotoGP é o sonho de qualquer piloto e um dos meus também. Conseguir da mão de uma fábrica como a Suzuki, onde pilotaram lendas como Sheene, Schwantz ou Kenny Roberts Jr. Tem sido um prazer e estou muito orgulhoso".

Iannone também espera melhorar em 2018

Se a temporada Rins foi complicada, a Iannone não foi muito mais fácil. O italiano assumiu a liderança na primeira corrida no Qatar, mas pouco a pouco foi mergulhado em uma crise de resultados que o colocou em dúvida.

O piloto passou por um processo de adaptação necessário para a Suzuki, uma moto completamente diferente da Ducati com a qual ele competiu desde sua estreia na MotoGP, mas a partir do teste de Brno e mais tarde em Aragón encontrou soluções com as quais ele espera dar um passo adiante em 2018.

"2017 foi mais difícil do que esperávamos. Meu engenheiro-chefe e eu éramos novos e tivemos que aprender a trabalhar com a filosofia japonesa".

"Finalmente, em Brno e Aragón, encontramos algumas soluções que fazem com que 2018 se pareça melhor", diz Iannone, que fechou sua primeira temporada na Suzuki em 13º, com um quarto lugar no Japão como seu melhor resultado em todo o ano.

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP
1/14

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP
2/14

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP
3/14

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP
4/14

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP, Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP, Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP
5/14

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP
6/14

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP
7/14

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP después de su accidente

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP después de su accidente
8/14

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP
9/14

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP
10/14

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP
11/14

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP

Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP
12/14

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP
13/14

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP

Alex Rins, Team Suzuki MotoGP
14/14

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Andrea Iannone , Alex Rins
Equipes Team Suzuki Ecstar MotoGP
Tipo de artigo Últimas notícias