Rossi: Briga pelo título da MotoGP de 2017 é "algo especial"

compartilhar
comentários
Rossi: Briga pelo título da MotoGP de 2017 é
Edd Straw
Por: Edd Straw
Co-autor: Glenn Freeman
Traduzido por: Daniel Betting
29 de ago de 2017 11:48

Para o italiano da Yamaha, ter cinco pilotos lutando pelo campeonato é algo incomum

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Third place Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Third place Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Podium: race winner Andrea Dovizioso, Ducati Team
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Cal Crutchlow, Team LCR Honda, Andrea Dovizioso, Ducati Team, Jorge Lorenzo, Ducati Team

Valentino Rossi acredita que o campeonato da MotoGP de 2017 é "algo especial" por causa do número de pilotos e fabricantes em disputa com seis corridas para o fim da temporada.

O piloto da Yamaha está em quarta posição, 26 pontos atrás do líder Andrea Dovizioso, com Marc Márquez da Honda em segundo e seu companheiro de equipe Maverick Viñales em terceiro.

Com Dani Pedrosa a apenas 36 pontos do líder e com os pilotos da Ducati, Honda e Yamaha na caça, esta é uma situação que Rossi pensa ser incomum.

"Eu acho que é algo especial, porque geralmente você luta com mais um ou dois pilotos ou o máximo de três, mas desta vez são cinco", disse Rossi quando perguntado se esse era o campeonato mais emocionante em que ele havia participado. "Além disso, durante o treino, você pode estar fora do top 10 muito facilmente, então eu acho que sim".

Rossi anotou suas esperanças de ganhar o Mundial na conquista do GP britânico do último domingo, no qual terminou em terceiro, atrás de Dovizioso e Viñales, e acredita que o título será um desafio difícil.

"Sim, eu tenho 26 pontos de desvantagem, o que não é muito, e seis corridas para disputar, isso é muito, mas para mim será difícil. Eu não sou forte o suficiente nas últimas voltas para lutar pelo campeonato. Além disso, não estou longe, mas eu estou em quarto, por isso é difícil".

Dovizioso se recusou a fazer previsões para o campeonato e acredita que qualquer um dos cinco melhores ainda pode chegar ao título. Isso apesar da suas últimas corridas, já que o italiano ganhou duas provas consecutivas no Red Bull Ring e Silverstone.

"Estou convencido até a posição de Dani Pedrosa na classificação o título está completamente em aberto porque a cada corrida tudo pode mudar", disse.

"Olhe para Marc, nas últimas corridas ele criou uma lacuna e parece que era o mais rápido em Silverstone, mas teve má sorte. Isso é algo que pode acontecer, então o campeonato está completamente aberto”.

"Todo mundo tem que acelerar 100 por cento e tentar obter o máximo porque a diferença de pontos no campeonato é muito próxima. Seis corridas são muitos pontos, então devemos pensar corrida por corrida".

Márquez, que não terminou o GP britânico graças a uma falha no motor da Honda, não acredita que a vitória do Dovizioso tenha transformado o piloto da Ducati em um candidato ao título porque já o considerava um.

"Antes da corrida, Dovi já era um dos favoritos, um dos principais adversários, e agora ele está liderando. Ele ganhou quatro corridas, é o piloto com mais vitórias, então eu tento controlar o Dovi, Viñales e os cinco melhores pilotos, até Dani. Eles estão todos dentro da luta pelo título".

Próxima MotoGP matéria
Dorna viaja para assinar inclusão da Tailândia para 2018

Previous article

Dorna viaja para assinar inclusão da Tailândia para 2018

Next article

Cauteloso, Dovizioso descarta "estado de graça"

Cauteloso, Dovizioso descarta "estado de graça"
Load comments