Rossi descarta ter equipe na MotoGP até 2021

Italiano diz que não estará na MotoGP como dono de equipe em 2019 ou 2020, apesar da Tech 3 romper com a Yamaha, criando uma oportunidade para o time VR46 avançar para categoria principal

Foi anunciado recentemente que a Tech 3 vai pôr fim a aliança de 18 anos com a Yamaha, com equipes como Avintia e Angel Nieto expressando interesse em substituir o time francês.

Outra opção seria uma nova equipe de Valentino Rossi, sendo a prioridade Yamaha, como afirmado pela fabricante.

No entanto, quando o italiano foi perguntado se entraria na MotoGP como proprietário de equipe no futuro próximo, ele descartou essa possibilidade até pelo menos 2021.

Ele também disse que provavelmente continuaria correndo até então, insinuando sua extensão de contrato.

"Nós pensamos sobre isso, foi uma boa ideia, mas não podemos fazer", disse Rossi após o dia de abertura dos testes do Catar da MotoGP.

"Para os próximos dois anos, não terei uma equipe na MotoGP com a Yamaha, também porque provavelmente vou continuar correndo.”

"Pode ser algo a considerar no futuro, quando eu parar de correr, mas não em 2019 ou 2020.”

"A situação está bastante clara, embora eu não esperava que a Tech 3 deixaria Yamaha."

Rossi completou o primeiro dia do teste no Catar da MotoGP em sétimo, enquanto o companheiro de equipe, Maverick Vinales, foi o mais veloz, se recuperando de um teste ruim em Buriram.

Relatos adicionais por Oriol Puigdemont

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento Testes de março no Catar
Sub-evento Quinta-feira
Pista Losail International Circuit
Pilotos Valentino Rossi
Equipes Movistar Yamaha MotoGP
Tipo de artigo Últimas notícias