Rossi destaca importância de “batalha psicológica” contra Lorenzo

Líder da MotoGP ressalta que é fundamental mostrar para Jorge Lorenzo que é um adversário duro de ser batido. Italiano afirmou também que subestimar Marc Márquez seria “um erro”

Valentino Rossi, líder da temporada 2015 da MotoGP, sabe da importância de cada detalhe na disputa pelo título deste ano – especialmente quando o adversário é Jorge Lorenzo, companheiro de equipe na Yamaha. Em razão disso, o italiano disse que voltar a apresentar um bom ritmo e terminar à frente do espanhol nos GPs da Holanda e da Alemanha foi essencial.

“Creio que foi crucial ter superado Jorge nas últimas duas corridas, pois ele tinha vencido quatro provas seguidas e dominado as ações, o que permitiu a ele conquistar muitos pontos e se aproximar de mim (no campeonato)”, afirmou.

Embora eu tenha feito apenas três pontos a mais, (superar Lorenzo) foi algo importante para a batalha psicológica.

Valentino Rossi

O piloto revelou ainda que a recuperação na temporada começou no GP da Espanha, quando ele trabalhou de outra maneira e conseguiu evoluções que geraram dividendos em Assen e Sachesnring, ressaltando que, mais do que os pontos conquistados e a retomada da vantagem sobre Lorenzo – que é de treze pontos no momento – há o elemento psicológico na batalha interna da Yamaha.

“Minha recuperação começou em Barcelona, quando fizemos algumas mudanças e eu fiquei, entre aspas, um tanto 'assustado', porque nós melhoramos meio segundo (e Lorenzo dominou novamente). Mantivemos o nível em Assen e aqui (Sachsenring), prova em que embora eu tenha feito apenas três pontos a mais, (superar o espanhol) foi algo importante para a batalha psicológica”, observou.

“Jorge está muito forte neste ano, teve quatro corridas perfeitas. É importante, então, fazê-lo ‘suar’ para que ele entenda que não será fácil”, explicou.

Márquez não está fora da disputa

Rossi se mostrou consciente de que a batalha pelo campeonato deste ano será muito acirrada e, além de estar atento aos passos do companheiro de equipe, também não descarta a volta de Marc Márquez para a disputa para ver quem será o campeão da MotoGP em 2015.

“Acredito que a briga (pelo título) continuará até a última corrida e seria um erro subestimar Márquez. Embora esteja distante no campeonato, acredito que ele tem totais condições de se recuperar”, finalizou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Valentino Rossi , Jorge Lorenzo
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias