Rossi diz que “deu o máximo” por pódio e projeta melhor performance em Brno

Valentino Rossi estava decidido a limitar os danos causados por sua desvantagem no GP de Indianápolis, sua posição no pódio significou ele poder chegar esta semana em Brno com uma liderança de 9 pontos no campeonato.

Valentino Rossi vai embora dos EUA contente com o terceiro lugar obtido no GP de Indianápolis, realizado no último domingo (9). O italiano revelou que deu o máximo de que era capaz para superar Dani Pedrosa e garantir o último posto do pódio.

"Dani me ultrapassou a uma volta do final. Então eu dei o máximo para devolver a manobra e ficar à frente dele, pois eu sabia que se estivesse atrás (na reta dos boxes) não seria capaz de superá-lo antes da linha de chegada”, contou.

O líder do campeonato projeta um desempenho melhor na próxima etapa do campeonato, o GP da República Tcheca. Rossi acredita que as características do traçado de Brno são mais favoráveis à Yamaha do que a pista de Indianápolis.

"É uma pista que eu amo, minha primeira vitória lá foi em, deixe-me pensar... 1575, eu acho”, brincou o líder do campeonato, que chegou a marca de 170 pódios na carreira com o terceiro lugar na corrida de domingo.

Em 2014, apesar da queda sofrida durante os treinos livres – que o deixou com dores na mão esquerda – o piloto da Yamaha terminou a prova em terceiro lugar. Rossi afirmou, por fim, que sabe que a batalha pelo título será intensa até o final, então ele precisa se doar ao máximo para conquistar o título.

"No ano passado não foi tão ruim, mas eu caí e acabei me machucando. Serão dois ou três dias de descanso para então voltarmos com carga máxima. Este campeonato será muito difícil e a briga deve durar até a última prova do ano”, encerrou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP de Indianápolis
Pista Indianapolis Motor Speedway
Pilotos Valentino Rossi
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias