Rossi: “Ducati é a moto a ser batida na Áustria”

Piloto acredita que fabricante italiana repetirá domínio de 2016 no Red Bull Ring na prova deste ano

O layout do circuito de Spielberg, que é composto em grande parte por longas retas e curvas de baixa velocidade, favoreceu a Ducati na etapa de 2016 da MotoGP, que teve Andrea Iannone e Andrea Dovizioso em primeiro e segundo colocados, respectivamente. Foi a primeira vitória da equipe desde o triunfo de Casey Stoner em 2010.

O piloto da Yamaha, Valentino Rossi, acredita que, apesar da natureza em constante mudança da MotoGP este ano, a Ducati continuará a moto mais forte do circuito austríaco. Valentino disse também que seu ex-companheiro, Jorge Lorenzo, seguirá muito forte.

"Muito difícil de dizer, porque este ano mudou muita coisa, mas considero a Ducati a moto a ser batida aqui, como no ano passado", disse o italiano. "Espero que possamos estar um pouco mais próximos, mas Dovizioso é sempre muito forte, como na corrida de Brno, onde ele foi muito rápido”, completou.

"Lorenzo também, com certeza, este fim de semana pode ser uma boa chance para ele tentar a vitória e para darmos o máximo, porque também no teste na segunda-feira ele foi muito rápido. Danilo Petrucci também é rápido e com certeza está na briga pelo pódio", concluiu.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP da Áustria
Pista Red Bull Ring
Pilotos Valentino Rossi , Andrea Dovizioso
Equipes Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias