Rossi: “Ducati é a moto a ser batida na Áustria”

Piloto acredita que fabricante italiana repetirá domínio de 2016 no Red Bull Ring na prova deste ano

O layout do circuito de Spielberg, que é composto em grande parte por longas retas e curvas de baixa velocidade, favoreceu a Ducati na etapa de 2016 da MotoGP, que teve Andrea Iannone e Andrea Dovizioso em primeiro e segundo colocados, respectivamente. Foi a primeira vitória da equipe desde o triunfo de Casey Stoner em 2010.

O piloto da Yamaha, Valentino Rossi, acredita que, apesar da natureza em constante mudança da MotoGP este ano, a Ducati continuará a moto mais forte do circuito austríaco. Valentino disse também que seu ex-companheiro, Jorge Lorenzo, seguirá muito forte.

"Muito difícil de dizer, porque este ano mudou muita coisa, mas considero a Ducati a moto a ser batida aqui, como no ano passado", disse o italiano. "Espero que possamos estar um pouco mais próximos, mas Dovizioso é sempre muito forte, como na corrida de Brno, onde ele foi muito rápido”, completou.

"Lorenzo também, com certeza, este fim de semana pode ser uma boa chance para ele tentar a vitória e para darmos o máximo, porque também no teste na segunda-feira ele foi muito rápido. Danilo Petrucci também é rápido e com certeza está na briga pelo pódio", concluiu.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP da Áustria
Pista Red Bull Ring
Pilotos Valentino Rossi , Andrea Dovizioso
Equipes Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias