Rossi é "modelo" de paixão e motivação, diz ex-chefe

Atual chefe de equipe da Suzuki, Davide Brivio destaca vontade de italiano: “Valentino sempre me surpreendeu

O retorno de Valentino Rossi à MotoGP 22 dias após quebrar a perna no último ano provou que o italiano não perdeu em nada sua paixão pelas corridas.

Aos 38 anos e com contrato para mais uma temporada com a Yamaha, ele é um “modelo” de motivação para o chefe da Suzuki e ex-membro da equipe de Rossi, Davide Brivio.

Para ele, a nova geração de pilotos deve ter Rossi como exemplo.

"Valentino sempre me surpreendeu, mas nesta ocasião o que mais me surpreendeu foi a motivação que ele teve para voltar cedo”, disse ao site Crash.net.

"Quero dizer, você pensaria depois de uma carreira tão longa, ganhando tudo o que ele ganhou, que perder uma corrida a mais não fizesse uma grande diferença, não? Mas, em vez disso, ele trabalhou muito e fez um grande esforço para voltar a correr cedo.”

"Eu sempre digo que Valentino é um modelo que deve ser estudado, e espero que a nova geração de pilotos veja o que ele fez e tente se motivar a partir disso.”

"Eles devem tirar o exemplo da paixão e da motivação que ele tem ao andar de moto. Fiquei feliz por isso. Espero que muitos outros pilotos olhem ele e sigam."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Valentino Rossi
Tipo de artigo Últimas notícias