Rossi explica sexta-feira fora do top 10 na Austrália

Italiano, 12º mais veloz do dia, afirmou que passou boa parte se concentrando nos pneus médios, de modo que não evoluiu como esperava

Valentino Rossi afirmou que a falta de foco em usar o pneu macio na traseira de sua Yamaha explica o fato de ter ficado fora do top 10 no primeiro dia de atividades do GP da Austrália de MotoGP.

O italiano terminou o dia como o 12º mais rápido, 0s7 mais lento que o surpreendente líder, Aleix Espargaró, e 0s5 atrás do companheiro de equipe, Maverick Viñales.

Isso deixa Rossi vulnerável a ter que passar pelo Q1 caso o clima mude para pior na manhã de sábado.

Ao explicar por que havia ficado de fora do top 10, Rossi afirmou que optou por passar parte do seu dia trabalhando no ritmo com o pneu médio, e que não conseguiu melhorar muito com o macio.

“No fim, infelizmente, não consegui permanecer no top 10, o que era importante porque nunca se sabe o que acontece no dia seguinte em Phillip Island com o clima”, disse Rossi.

“Mas, ao mesmo tempo, trabalhamos muito na moto e tivemos uma sensação importante, de que a modo não está tão ruim.”

“No fim, quando coloquei o pneu macio, queríamos fazer outro teste, mas eu não senti que estava bom, então não consegui melhorar como eu poderia porque estávamos concentrados em testar os médios.”

“Parece que os macios têm um maior potencial e podem ser uma opção para a corrida. Não estamos fantásticos, mas acho que meu potencial está melhor. Espero ter boas condições para continuar a trabalhar.”

Questionado se estava sendo batido por Viñales, Rossi disse: “Não tenho um bom equilíbrio, então não sou tão rápido nas curvas rápidas. Não tenho a sensação na dianteira, então precisamos melhorar isso.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP da Austrália
Pista Phillip Island Grand Prix Circuit
Pilotos Valentino Rossi , Maverick Viñales
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias