Rossi: Não contar com Lorenzo na luta pelo título é estúpido

compartilhar
comentários
Rossi: Não contar com Lorenzo na luta pelo título é estúpido
David Gruz
Por: David Gruz
15 de jun de 2018 21:12

Italiano avisou que Jorge Lorenzo ainda não deve ser descartado na luta pelo título da MotoGP em 2018

Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team

Jorge Lorenzo teve um início desastroso em 2018, não conseguindo terminar entre os 10 primeiros nas primeiras quatro corridas, mas o espanhol parece ter dado a volta por cima, com a vitória em Mugello.

Ele também parece estar em sua melhor forma em Barcelona, ​​estabelecendo o ritmo na sexta-feira.

Embora Lorenzo esteja 54 pontos atrás do líder do campeonato, Marc Márquez, Valentino Rossi calcula que seu ex-companheiro de equipe da Yamaha não deve ser descartado como um possível candidato ao título deste ano.

Quando perguntado se o tricampeão da MotoGP ainda poderia ter chances, Rossi disse: "Absolutamente, sim. Tirar Lorenzo da luta pelo campeonato seria estúpido."

"Também porque entre Márquez e eu temos cerca de 20 pontos, mas a luta pelo segundo lugar está muito apertada.”

"Ele foi muito bom em Mugello e pode ser um marco no campeonato, porque aqui também me parece que ele está um pouco melhor.”

"Quando Lorenzo está em forma e se sente muito bem na moto, ele é muito forte."

O próprio Lorenzo sugeriu que o retorno à disputa do campeonato não está fora de questão antes da corrida em Barcelona, ​​afirmando que ele tem "todos os ingredientes" para ir bem.

No entanto, ele ressaltou que tem que manter sua forma de Mugello em uma base consistente.

"Bem, no mundo da motovelocidade, muitas vezes vimos coisas incríveis, não?”

"Pilotos que têm 60 pontos de desvantagem ou 70 de desvantagem recuperam todos os pontos e ganham o campeonato. Mas é muito difícil.”

"Acabamos de ganhar uma corrida. Não sabemos o que podemos conseguir no futuro.”

"Chegamos aqui em uma pista que eu gosto, ganhei muitas vezes com a Yamaha, fazemos um bom teste e estamos em um momento doce, mas temos que continuar demonstrando.”

"Acho que tenho agora todos os ingredientes para correr bem, mas a MotoGP está agora, mais do que nunca, muito próxima.”

"A qualidade dos pilotos e das motos é muito alta, e ganhar corridas consecutivamente como antes é muito mais difícil."

Relatos adicionais por Oriol Puigdemont

Next article
MotoGP e Rio de Janeiro assinam “acordo preliminar” para GP

Previous article

MotoGP e Rio de Janeiro assinam “acordo preliminar” para GP

Next article

Márquez não se sente "confortável" em Barcelona

Márquez não se sente "confortável" em Barcelona
Load comments