Rossi: Não volto à MotoGP mirando campeonato

Italiano diz que pensa em retomar forma física na corrida de Aragón antes do trio de provas asiáticas

Após passar com sucesso no teste de aptidão na pista em Aragón nesta quinta-feira (21), o italiano Valentino Rossi andará em sua Yamaha YZR-M1 nos treinos de sexta-feira.

Contrariando os prognósticos, o retorno de Rossi será 22 dias depois de o piloto ter quebrado a perna direita em um acidente de motocross. Seu tempo de recuperação mínimo foi inicialmente estimado como de 30 a 40 dias.

Rossi, que perdeu a corrida de Misano por causa de sua lesão, está em quarto lugar no mundial a 42 pontos da liderança do campeonato com 125 ainda em jogo. Mesmo assim, o piloto de 38 anos insiste que seu desejo de ganhar outro título da MotoGP não desempenhou papel em seu retorno.

"Não é pelo campeonato", falou. "Eu acho que tudo está aberto, mas está especialmente para os três primeiros.”

"Não é por isso, é porque eu quero tentar voltar à boa forma o mais rápido possível e acho que esta é a melhor maneira. Eu queria estar aqui e sofri muito por perder a corrida de Misano."

Apesar de Rossi ter minimizado as aspirações ao título, o diretor da equipe, Lin Jarvis, argumentou que o italiano pode se inspirar com o modo como a batalha do título da Fórmula 1 virou no GP de Cingapura no último final de semana.

Falando sobre o retorno de Rossi, Jarvis disse: "Eu acho que você pode olhar para a carreira dele e perguntar: 'Por que ele ainda está correndo?'

"Ele ama este esporte. Ainda temos cinco corridas para o final e qualquer coisa pode acontecer, como vimos na F1. Quem esperaria isso? Agora, de repente, Lewis (Hamilton) tem uma enorme vantagem em cima das Ferraris, que deveriam ter sido revertido isso. Você nunca sabe o que vai acontecer.”

"Há, obviamente, três pilotos à frente de Valentino no campeonato, mas você nunca sabe. Até que seja matematicamente impossível, ele ainda estará lá e ainda estará dando o máximo."

"Não sei o meu nível"

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Foto: Gold and Goose / LAT Images

Rossi sente que correr em Aragón será crucial para os preparativos para a sequência asiática de corridas da MotoGP, incluindo Motegi, Phillip Island e Sepang.

"Com certeza em Aragón será muito difícil terminar a corrida, mas é muito importante não perder outra, também porque depois teremos três semanas antes de Motegi", disse ele.

"Também é muito importante para a última parte da temporada, para entender o que temos de fazer."

Ele também disse que sua recuperação desta vez foi melhor do que a da fratura da perna direita que teve em 2010.

Na ocasião, ele terminou em um bom quarto em seu retorno. Mas o italiano está relutante em definir quaisquer alvos para prova deste final de semana.

"Da última vez foi uma grande surpresa, perdi o pódio na última volta brigando com Casey Stoner, na última curva. Mas também foi uma surpresa para mim", lembrou ele.

"Agora é um pouco diferente. O nível está muito alto, o último geralmente está a 1s5 da pole position. E não conheço meu nível, preciso entender amanhã.”

Reportagem adicional por Jamie Klein

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP de Aragón
Pista Motorland Aragon
Pilotos Valentino Rossi
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias