Rossi nega que tenha sido o motivo da saída de Lorenzo

Italiano está convencido de que não é a razão pela qual Jorge Lorenzo decidiu deixar a Yamaha a partir do próximo ano

Assim que Jorge Lorenzo confirmou os rumores de que vai se juntar à Ducati a partir de 2017 no início da semana, muito se especulou sobre os motivos que o fizeram tomar tal decisão. Uma delas, seria a concorrência com Valentino Rossi, seu companheiro de equipe.

"O grande ponto sobre a gestão da Yamaha e que todos os caras que tomam decisões para a equipe são capazes de gerir dois pilotos de alto nível, porque eles sempre nos mantiveram no mesmo patamar", disse o italiano.

"Em 2008, quando eu estava na Yamaha por quatro anos, Lorenzo chegou imediatamente exatamente no meu nível."

"Mas isso aconteceu também quando voltei em 2013 [depois de duas temporadas com a Ducati] quando Lorenzo foi campeão, a Yamaha me colocou no mesmo nível."

"Na Yamaha é 50/50, que é a chave para tornar possível o trabalho em equipe. Então eu não acho que [a saída de Lorenzo] seja por este motivo."

Lorenzo será forte

Rossi acrescentou que a moto da Ducati está muito diferente da que ele experimentou durante o período de dois anos, em 2011 e 2012. O piloto de 37 anos acredita que seu atual companheiro de equipe estará em um bom ritmo no próximo ano.

"Quando cheguei à Ducati, a moto estava muito diferente de todas as outras", explicou Rossi.

"Naquele momento, a Ducati decidiu seguir de maneira mais normal, mais parecida com outras motos, que era a ideia correta, se você ver o desempenho deles agora."

"Mas eles precisavam de tempo para ter experiência com este tipo de moto e parece que ano a ano melhoraram."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP da Espanha
Pista Circuito de Jerez
Pilotos Valentino Rossi , Jorge Lorenzo
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias