Rossi: Pedido de desculpas de Márquez foi uma "piada"

compartilhar
comentários
Rossi: Pedido de desculpas de Márquez foi uma
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
9 de abr de 2018 20:06

Segundo italiano, atitude de pilotos espanhol foi motivada pelo assessor de imprensa

Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing crash
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing crash
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing crash
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing crash
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing crash
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing crashes
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing crashes
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Márquez tirou Valentino Rossi da pista na curva 13 durante o GP da Argentina da MotoGP, enquanto lutava pelo sexto lugar no final da corrida. O espanhol recebeu uma penalidade de 30 segundos após a prova.

O atual campeão diminuiu a velocidade e gesticulou para Rossi imediatamente após o acidente, e depois da corrida ele foi visto andando até a garagem da Yamaha para conversar com o italiano, mas foi impedido por Uccio Salucci.

Questionado sobre Márquez visitando sua garagem, Rossi disse: “É uma brincadeira, é coisa de assessor de imprensa.”

“Primeiro de tudo, ele não tem coragem de vir ao meu escritório sozinho, mas ele vem, como sempre, com seu empresário [Emilio Alzamora], com a Honda, na frente de todas as câmeras.”

“Porque o que é importante para ele é isso, ele não se importa com você, ele não se importa.”

"Eu não quero falar com ele, porque sei que não é verdade o que ele diz para mim."

Pressionado se aceitaria um pedido de desculpas de Márquez, Rossi disse: “Não, ele não vem. Ele não vem.”

"Espero que ele seja inteligente o bastante para não vir."

O chefe da equipe, Alberto Puig, que estava entre os três membros da Honda que seguiram Márquez e Alzamora até a garagem de Rossi, disse que a ideia do piloto era tentar se desculpar.

"Depois da corrida, quando Marc chegou ao pit, a primeira coisa que ele disse, sozinho, foi que ele queria pedir desculpas, só para se explicar", disse Puig. “Foi a decisão de Marc de ir para lá. Isso diz muito sobre o piloto.”

“Nós fomos lá, é claro, e eles não estavam felizes, e eles nos pediram para sair, o que eu posso entender, acredite, porque se isso acontecer com o seu piloto, você não está feliz.”

“Mas mais uma vez, isso é corrida, e o que mais podemos fazer? Fomos pedir desculpas, sentimos muito, mas se eles não quiserem, não há mais nada que possamos fazer.”

"E eu acho que não há mais sentido em continuar a falar sobre isso."

Enquanto Puig enfatizou que ele confiava na explicação de Márquez e achava que o confronto era "um incidente de corrida", ele esperava que Rossi e Yamaha eventualmente "entendessem" o ponto de vista de seus rivais.

Ele disse: "Só esperamos que eles possam entender e aceitar o nosso pedido de desculpas, por algo que acreditamos que não foi um erro real do piloto, mas é claro que a consequência foi que Valentino caiu, isso nós entendemos".

Relatos adicionais por Oriol Puigdemont

Próxima MotoGP matéria
GALERIA: Relembre episódios da rivalidade Rossi X Márquez

Previous article

GALERIA: Relembre episódios da rivalidade Rossi X Márquez

Next article

OPINIÃO: Inconsistência da MotoGP faz Márquez virar monstro

OPINIÃO: Inconsistência da MotoGP faz Márquez virar monstro