Rossi pensa em ter sua própria equipe de MotoGP em 2017

Italiano já tem uma equipe na Moto3 e pode ampliar atividades fora das pistas já na próxima temporada

O italiano Valentino Rossi está fazendo de tudo para ter sua própria equipe na MotoGP no próximo ano, de acordo com o colunista do Motorsport.com Ernest Riveras.

Três licenças de MotoGP ficam disponíveis no próximo ano para aumentar o grid para 24 motos, dois das quais estão garantidas para a nova equipe de fábrica da KTM

A licença final tornou-se propriedade quente, com uma entrada extra para a equipe satélite da Honda LCRe e um retorno para a classe superior da Sito Pons sobre a mesa.

No entanto, durante seu comentário na TV Movistar durante o treino livre 4, Riveras revelou que Rossi está buscando a entrada de sua própria equipe.

O próprio Rossi renovou seu contrato com a equipe Yamaha para 2017/18.

Entende-se que Rossi - na qualidade de proprietário de equipe - quer entrar ou com uma Yamaha M1, com apoio de fábrica, ou em uma terceira KTM - o fabricante que fornece para a sua equipe de Moto3.

Oficialmente, Rossi nega

Após o treino classificatório em Austin, Rossi negou que pretende lançar equipe na MotoGP neste ano. "Falei com o Carmelo (Ezpeleta, diretor executivo da Dorna), mas para nós é impossível - não somos capazes de fazer uma equipe de MotoGP, e também não estamos interessados porque no próximo ano, juntamente à Sky, chegamos na Moto2 e uma moto é o suficiente. Não é verdade, não queremos fazer nenhuma equipe de MotoGP".

Gigante do esporte

Com Rossi movendo em direção ao fim da sua carreira de MotoGP, o italiano de 37 anos continua a ser o eixo central do esporte.

A Sky Racing Team VR46 de sua propriedade, atualmente competindo na Moto3, é considerada sua principal oportunidade de continuar associado a corridas de moto quando ele aposentar seu capacete.

Ele lançou a equipe VR46 na Moto3 em 2014, guiando a carreira do italiano Romano Fenati durante as últimas duas temporadas, e também apostando em Andrea Migno e Nicolo Bulega neste ano.

Seria mais provável que a equipe de Rossi tivesse um piloto de MotoGP experiente para começar, porque seria cedo demais para a sua lista da VR46 Academy.

Rossi disse de sua equipe no início do ano: "ela foi criada há pouco mais de um ano e nós ainda precisamos melhorar em muitas áreas, mas já fizemos bem".

Anteriormente, Rossi negou interesse em levar sua equipe para MotoGP, dizendo para a Gazzetta dello Sport em março: "a MotoGP é outra história. Ela não nos interessa muito".

"Na Moto2 e Moto3, você pode ter satisfações - então é difícil."

Sua equipe é administrada no dia a dia por Pablo Nieto.

Reagindo à história de Riveras, Nieto disse na Movistar: "nós gostaríamos de ter uma equipe na MotoGP, mas é apenas uma ideia que começamos a pensar."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP , Moto3
Pilotos Valentino Rossi
Equipes Team VR46
Tipo de artigo Últimas notícias