Rossi: Perna quebrada não me custou o título mundial

Italiano de 38 anos evita culpar acidente fora das pistas por ano fora da disputa do título: “estou tendo muitos problemas”

Valentino Rossi disse que quebrar sua perna neste ano em um acidente durante um treino de motocross não lhe custou o título mundial. O piloto acredita que seu desempenho inconsistente foi mais danoso a suas chances de conquistar o décimo mundial em 2017.

"Para mim, não seria muito melhor, porque estou tendo muitos problemas", admitiu Rossi quando perguntado quanto mais alto no campeonato estaria sem a contusão.

"Durante esta temporada, e como falamos antes de Silverstone, já disse que não era forte o suficiente para lutar pelo campeonato.”

"Então, de maneira realista, mesmo que eu não quebrasse a perna, não poderia lutar pelo campeonato porque não era forte o suficiente. Nunca fui capaz de fazer duas boas corridas seguidas."

Rossi sofreu outra corrida difícil no último fim de semana em Sepang, terminando em sétimo e descrevendo a condução da M1 de 2017 como "impossível" e até mesmo "perigosa" no piso molhado.

Mas o italiano sente que a moto ainda tem potencial inexplorado e que ainda é capaz de produzir fortes desempenhos no seco.

"Na minha opinião, o potencial da moto não é ruim. O problema é que ela não funciona com os pneus", disse ele.

"A moto no início do ano teve grandes problemas, e este chassi na especificação de 2018 só temos desde Silverstone e depois quebrei minha perna. Então, estamos atrás dos outros em certos aspectos.”

"Mas no seco, aprendemos muitas coisas importantes, apesar de ter sido uma temporada muito difícil."

Reportagem adicional por Oriol Puigdemont and Scherazade Mulia Saraswati

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Valentino Rossi
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias