Rossi: Pódio mostra que não estou tão velho pra correr

compartilhar
comentários
Rossi: Pódio mostra que não estou tão velho pra correr
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
19 de mar de 2018 18:38

Italiano disse que terceiro lugar no Catar respondeu àqueles que achavam que estava muito velho para renovar contrato por mais dois anos

Third place Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Third place Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Valentino Rossi, de 39 anos, assinou um novo contrato antes do fim de semana no Catar que o manterá correndo até o final de 2020, quando terá 41 anos.

Após se classificar em oitavo, o sete vezes campeão da categoria principal da MotoGP se recuperou, terminando a corrida em terceiro, menos de um segundo atrás do vencedor da corrida, Andrea Dovizioso e de Marc Márquez, o segundo colocado.

Rossi disse que o resultado prova que ele ainda tem o que seja necessário para colocá-lo à frente na MotoGP, apesar dos crescentes desafios de ficar em forma, chegando aos 40 anos.

"Honestamente, essas coisas não me interessam mais", disse o italiano. "Já não interessava há 10 anos.”

"Mas agora, quando há novidades como a renovação, é certo que há alguém que diz que estou muito velho. O importante, no entanto, é o que acontece na pista. Eu acredito, porque sei que posso ir rápido.”

"O maior problema quando você envelhece é a sua condição física, mas treino forte, há mais de 10 anos, posso ser rápido até o fim.”

"Sinto muitas coisas quando corro de moto e muitas vezes são as coisas certas, então, se eu colocar tudo junto eu posso ficar à frente."

O pódio de Rossi era a prova de que a Yamaha deu um passo adiante, após um fim problemático da temporada 2017, quando o piloto da Tech 3, Johann Zarco, superava regularmente os pilotos de fábrica.

"Perdemos um pouco na luta por vitórias, mas foi um bom começo para o campeonato", disse Rossi. "No ano passado, eu fui ao pódio e não sei como eu fiz. Eu esperava que fosse bom neste ano.”

"A Honda e a Ducati estavam tendo mais problemas, mas depois eles estavam muito fortes, então acho que deram um passo à frente.”

"O primeiro alvo deste ano é não ter corridas como Jerez e Barcelona no ano passado, onde você passa todo o fim de semana sem entender nada.”

"Estamos atrasados em certas áreas, mas sempre podemos tentar ser mais competitivos."

Relatos adicionais por Oriol Puigdemont

Próxima MotoGP matéria
Emoção no deserto: As declarações mais quentes da MotoGP

Previous article

Emoção no deserto: As declarações mais quentes da MotoGP

Next article

Confira o top-10 do GP do Catar

Confira o top-10 do GP do Catar

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP do Catar
Localização Losail International Circuit
Pilotos Valentino Rossi Shop Now
Equipes Movistar Yamaha MotoGP
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias