Rossi: Problema da Yamaha é transferir potência para o chão

Piloto italiano fala que teste em Jerez não foi tão proveitoso, e aposta fichas em treino “inteligente” em Mugello

Valentino Rossi deu uma boa quantidade de voltas com sua Yamaha na última segunda-feira em Jerez de la Frontera. No entanto, o piloto – quinto no GP da Espanha – continua infeliz com o desenvolvimento de sua Yamaha.

"Bem, de ontem para hoje eles não tiveram tempo de trazer nada", brincou Valentino. "Nós trabalhamos para o futuro", acrescentou mais a sério.

Rossi disse no domingo que o problema da Yamaha seria resolvido com a eletrônica e que em setembro ele explicou aos engenheiros quais eram as causas das questões, mas ainda espera por uma resposta. Depois dos testes desta segunda-feira em Jerez, perguntaram a Rossi se havia mudado alguma coisa sobre seu pensamento de domingo.

"Tentamos tudo o que havíamos programado, mas espero coisas mais importantes para o próximo teste", em referência ao teste que fará na quinta-feira em Mugello.

Além das inovações de cada equipe, os pilotos puderam experimentar um novo pneu Michelin, um composto traseiro ligeiramente mais macio para o GP da Itália.

"Realmente conseguimos andar com o novo composto e tudo correu muito bem, a verdade é que foi uma das coisas mais positivas do dia", acrescentou o italiano.

Valentino espera uma reação do Japão com base nas críticas dos pilotos.

"No domingo à tarde tivemos uma reunião muito boa, conversamos muito e tentamos expressar as minhas sensações, mas a verdade é que isso não muda muito do que eu já havia dito em reuniões anteriores", falou.

"Agora vêm algumas pistas em que podemos ser mais competitivos", disse ele em referência a Le Mans, Mugello, Barcelona e Assen.

"Mas as mudanças precisam de tempo, e acho que, se trabalharmos bem, a melhoria real da moto virá na segunda parte da temporada."

"Teste inteligente" em Mugello

Juntamente com outras equipes, a Yamaha muda de Jerez para Mugello para testar nesta semana, quando as previsões são de chuva na área.

"Seria uma pena se chovesse, porque este é um teste muito inteligente, algo que não temos muitas vezes (risos), e seria bom tirar proveito disso".

Por fim, Rossi foi perguntado sobre os pneus e se a Yamaha realmente tinha sérios problemas para fazer os Michelin funcionar.

"Vamos ver, na minha opinião quando você anda na moto os pneus funcionam muito bem, o problema que temos é deslocar a força do motor para o chão", disse o campeão italiano.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Valentino Rossi
Equipes Movistar Yamaha MotoGP
Tipo de artigo Reactions