Rossi: Yamaha estava errada na adaptação à nova eletrônica

compartilhar
comentários
Rossi: Yamaha estava errada na adaptação à nova eletrônica
Oriol Puigdemont
Por: Oriol Puigdemont
2 de ago de 2018 21:13

Italiano enfatiza que problema da Yamaha estava na maneira como a marca abordou a eletrônica em 2016

A equipe oficial da Yamaha não ganha uma prova há mais de um ano e enfrenta a pior seca da sua história na MotoGP. Apesar disso, Valentino Rossi é o segundo na classificação geral, 46 pontos atrás de Marc Márquez, o líder, e 10 pontos à frente de Maverick Viñales, seu companheiro de equipe, que está na terceira colocação.

Rossi, que em Sachsenring terminou em segundo e assim alcançou seu melhor resultado da temporada, repetiu o mesmo mantra por muitos meses.

O diagnóstico dos problemas da M1 são centralizados na eletrônica da moto, embora a filosofia vigente da fabricante não permitiu até agora encontrar uma solução que permita tanto Rossi como Viñales lutar pela por vitórias.

"A Yamaha estava errada em como se adaptar à nova central eletrônica. Essa central foi projetada pelos organizadores do campeonato para tentar reduzir a diferença entre as motos oficiais e não-oficiais, mas acima de tudo para que as corridas fossem menos perfeitas. A Yamaha acreditou nisso e os outros não. Tanto a Honda quanto a Ducati conseguiram operar melhor unidade de controle", disse Rossi nesta quinta-feira em Brno.

"Eu tenho comentado isso para a Yamaha desde agosto de 2017, mas até maio eles não fizeram nada. Agora, pelo menos, eles concordam comigo ", acrescentou o piloto da Tavullia.

Nesse sentido, o regulamento de 2019 contempla modificações que, certamente, limitarão ainda mais o poder de manobra dos técnicos de cada equipe. A experiência que Rossi acumula, no entanto, o leva a ser bastante cético com essa restrição.

"De acordo com o que eu entendo, as regras de 2019 serão um pouco mais restritivas, mas as coisas também não vão mudar muito. A eletrônica é uma questão de tempo: você coloca limites que duram apenas alguns meses ", disse Rossi.

"No Japão eles estão trabalhando e estamos indo bem. O pior de tudo é que temos muitas corridas sem vencer. Sabemos o que precisamos para vencer, mas é preciso algum tempo para resolver isso. Você tem que tentar melhorar um pouco mais e se recuperar para poder lutar pela vitória", completou o multicampeão.

Próxima MotoGP matéria
Petrucci: Em 2019 quero chegar à equipe oficial já preparado

Previous article

Petrucci: Em 2019 quero chegar à equipe oficial já preparado

Next article

Márquez: Vitórias e poles são boas, mas o importante é o título

Márquez: Vitórias e poles são boas, mas o importante é o título
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da República Tcheca
Pilotos Valentino Rossi Shop Now
Autor Oriol Puigdemont
Tipo de matéria Reactions