Rossi: Yamaha precisa de "milagre" para evitar ano sem vitória

compartilhar
comentários
Rossi: Yamaha precisa de
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
21 de set de 2018 18:56

Para italiano, Yamaha precisa de um "milagre" para evitar uma temporada completa sem vitórias na MotoGP este ano

Valentino Rossi e o seu companheiro de equipe, Maverick Viñales, terminaram a segunda sessão de treinos desta sexta-feira em nono e décimo, respectivamente, ambos a um segundo do ritmo definido por Marc Márquez.

A Yamaha está à beira da pior sequência de sua história na MotoGP, tendo igualado seu recorde negativo anterior de 22 corridas em Misano.

Mas Rossi disse que há poucas esperanças de que sua equipe ganhe qualquer uma das seis últimas corridas do ano, e muito menos em Aragón, onde enfrentou dificuldades nos últimos anos.

"É o meu trabalho, então tudo que posso fazer é tentar dar o máximo", disse Rossi. “Salvo um milagre, não acho que venceremos neste ano. Mas estamos aqui para tentar pelo menos ter algumas corridas decentes.”

“Esta é a situação: precisamos estar calmos e ter esperança de melhorar no futuro.”

Leia também:

Explicando seus problemas com mais detalhes, Rossi disse que estava tendo problemas nas entradas de curvas.

“Em Misano, no TL4 eu era sexto ou sétimo, a um décimo do topo, e meu ritmo era muito forte”, lembrou ele. “Foi mais ou menos o ritmo de [Andrea] Dovizioso na corrida.”

“Mas no dia seguinte, nas mesmas condições, eu e Maverick perdemos 0s6, 0s7s, mais de meio segundo. Este é o problema.”

“Aqui é semelhante, mas geralmente Misano é uma boa pista para nós. Aqui, também a pista não ajuda muito. Mas é assim. Temos que tentar.”

Viñales entrou no fim de semana em Aragón confiante depois de um teste forte na última semana de agosto em Motorland, mas ficou perplexo ao encontrar "zero aderência" na sexta-feira.

"Estava tentando muito, porque a sensação depois do teste foi tão boa e estava tão confiante hoje e quando encontrei a pista, senti que estava com zero de aderência", disse o pole de Aragón no ano passado.

“Honestamente foi difícil para mim, também porque eu estava acostumado a fazer uma linha durante todos o teste, e agora é impossível, então eu precisava mudar um pouco o estilo de pilotagem.”

“Eu deslizo muito na retaguarda e nas retas, então não posso acelerar. Estou muito devagar indo para as curvas, esse é o problema.”

"Os pneus são os mesmos do teste e eu tinha aderência, então precisamos tentar descobrir o que está acontecendo."

Próxima MotoGP matéria
MotoGP revela lista reduzida de equipes para 2019

Previous article

MotoGP revela lista reduzida de equipes para 2019

Next article

Márquez: É estranho o que acontece com a Yamaha

Márquez: É estranho o que acontece com a Yamaha
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Valentino Rossi Shop Now
Equipes Movistar Yamaha MotoGP
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias