Stoner diz que Ducati de 2018 não há pontos negativos

Após teste em Sepang nesta semana, australiano cobre novo modelo de elogios

Bicampeão da MotoGP, Casey Stoner foi um dos vários pilotos que participaram do teste privado de três dias que precede o início da pré-temporada oficial no próximo domingo.

Compartilhando tarefas com Michele Pirro, o australiano estava originalmente programado para testar na quarta e sexta-feira, mas as condições climáticas mudou os planos, com ele fazendo apenas o treino na quinta-feira.

Stoner foi o primeiro piloto a experimentar a GP18, a moto que os pilotos de fábrica, Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso, vão trabalhar neste ano, enquanto a Ducati persegue seu primeiro título da MotoGP em mais de uma década.

Falando ao Motorsport.com, o piloto de 32 anos disse sentir que a fabricante italiana conseguiu neutralizar os pontos mais fracos da máquina de 2017, a falta de velocidade nas curvas de média velocidade e o gerenciamento do motor.

"As condições meteorológicas alteraram nosso plano, mas poderíamos ter algum benefício durante duas horas na quarta-feira e na tarde de quinta-feira", disse Stoner.

"A minha conclusão é que demos alguns passos à frente no chassi e algumas coisas em relação ao motor. Até agora, tudo é positivo, não encontramos nada negativo.”

"Eu acho muito difícil satisfazer os requisitos de um piloto de MotoGP, mas devo dizer que estamos indo na direção certa. De agora em diante, é uma questão de ter mais experiência e seguir em frente.”

"Eu não posso esperar para saber o que Jorge e Dovi pensam sobre a nova moto depois de testar. Melhorar os pontos mais fracos do passado será um grande passo."

Lorenzo e Dovizioso terão o primeiro contato com a de 2018 no primeiro dia de testes oficiais no domingo, tendo corrido com uma moto modificada de 2017 em Valência e Jerez em novembro passado.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Casey Stoner
Equipes Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias