Stoner recusou convite da Honda para correr últimas provas

Bicampeão do mundo não quis fazer GPs do Japão e da Austrália após ter demonstrado interesse em substituir Pedrosa em Austin

Campeão nos anos de 2007 e 2011, Casey Stoner recusou um convite da HRC para correr as últimas corridas da temporada deste ano. A Honda teria lhe feito uma oferta para fazer wild cards em Motegi e Phillip Island.

"É verdade que a Honda disse que estava disposta a dar a Stoner um wild card se quisesse correr. No entanto, esta proposta foi feita vários meses antes do GP de Austin", disse o diretor da equipe Repsol Honda, Livio Suppo ao site GPone.

"O vice-presidente da HRC, Shuhei Nakamoto, disse a ele que, se quisesse, poderia correr como wild card no final do ano nos GPs do Japão e da Austrália, dando-lhe algum tempo para se preparar para isso.”

"No entanto, Stoner não estava interessado e, desde então, não falamos muito com ele. Nakamoto não mencionou isso durante as 8 Horas de Suzuka."

Quando esteve na Europa em junho, Stoner falou sobre a possibilidade de substituir Pedrosa.

"Embora eu tenha pedido para substituir Pedrosa, isso não significa que queira fazer um wild card ou voltar à MotoGP", disse ele na época.

Stoner não pretende competir, mas deverá voltar a testar nas próximas semanas. Ele utilizará sua experiência de dois títulos mundiais para ajudar a Honda a desenvolver sua RC213V para o ano que vem.

No entanto, ele precisa ainda se recuperar totalmente do tornozelo quebrado em um acidente durante as 8 Horas de Suzuka, em julho.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Casey Stoner
Equipes Repsol Honda Team
Tipo de artigo Últimas notícias