Suzuki desiste de time satélite; Marc VDS deverá ser Yamaha

Cúpula da montadora japonesa decide contra equipe satélite na MotoGP e empurra Marc VDS para um acordo com a Yamaha

É improvável que a MotoGP tenha uma equipe satélite da Suzuki para a temporada de 2019, segundo apurou o Motorsport.com, abrindo caminho para a Marc VDS se associar à Yamaha.

O chefe da equipe Suzuki, Davide Brivio, disse em fevereiro que estava "otimista" de ter mais duas GSX-RRs no grid para o próximo ano, em meio a relatos de que a Suzuki estaria prestes a assinar um contrato com a Marc VDS.

No entanto, entende-se que os executivos da Suzuki no Japão rejeitaram essa ideia, e que praticamente não há chance de um projeto de satélite ser aprovado a tempo para 2019.

A Marc VDS fez claro seu desejo de se separar de sua parceira atual, a Honda, e agora está perto de assumir um acordo de fornecimento de motos da Yamaha para a próxima temporada.

O contrato está pronto para a equipe belga assinar no próximo mês, mas está se esforçando para ver se um acordo de três anos para administrar a Suzukis seria viável.

Agora, parece que a Marc VDS terá poucas opções a não ser unir suas forças com a Yamaha, que tem um interesse particular em ter em seu plantel Franco Morbidelli, devido às suas ligações com a academia VR46 de Valentino Rossi.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Equipes Team Suzuki Ecstar MotoGP , Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
Tipo de artigo Últimas notícias