Tech 3 e Yamaha anunciam separação a partir de 2019

compartilhar
comentários
Tech 3 e Yamaha anunciam separação a partir de 2019
Oriol Puigdemont
Por: Oriol Puigdemont
Co-autor: Valentin Khorounzhiy
22 de fev de 2018 11:56

Juntas na MotoGP desde 2001, montadora e time francês não renovam parceria histórica no mundial de motovelocidade

Jonas Folger, Monster Yamaha Tech 3; Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Team photo
Qualifying top three: polesitter Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, second place Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, third place Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Hafizh Syahrin, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Hafizh Syahrin, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3 practice start

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (22), a Tech 3 - que fez sua estreia na MotoGP em 2001 – anunciou que não estará mais com a Yamaha a partir de 2019, terminando uma parceria de 18 anos. A equipe, campeã das 250cc em 2000 com a fabricante japonesa, não especificou com quais motos irá correr daqui para frente, mas confirmou que já recebeu uma oferta que "não poderia recusar".

Sabe-se que Suzuki e KTM estão interessadas ​​em ter pelo menos duas motos satélites para 2019, enquanto a Aprilia também pode fazer o mesmo.

Atualmente, existem oito Ducatis, seis Honda e quatro Yamahas na MotoGP, enquanto KTM, Suzuki e Aprilia têm apenas duas motos.

"A Tech 3 é uma pequena empresa, que tem que pensar sobre o futuro e tem que pesar as diferentes opções", disse o chefe da equipe, Herve Poncharal.

"Nos foi oferecido um acordo que inclui algo que esperamos quase desde que começamos o time, e não posso dizer não. Mas obviamente, somos a Monster Yamaha Team até a última volta do GP de Valência de 2018."

Antes que a separação de sua equipe com a Yamaha fosse oficializada, Poncharal disse que a empresa japonesa havia deixado claro que a VR46, time de Valentino Rossi, teria prioridade sobre a Tech 3 como equipe satélite na MotoGP

No entanto, o Motorsport.com entende que este novo anúncio não significa que uma expansão para a classe principal seja iminente para a VR46.

"Muito recentemente, fomos informados por Herve Poncharal, proprietário da Tech 3, que ele não prorrogaria seu contrato com a Yamaha para alugar as motos YZR-M1", disse o gerente geral de motociclismo da Yamaha, Kouichi Tsuji.

"Após as discussões com Herve, ficou claro que ele escolheu se alinhar com uma nova parceira para o futuro e, portanto, com pesar, nos obrigamos a respeitar e aceitar sua decisão.”

"O fim de uma parceria tão bem sucedida é sempre um pouco triste, pois também marca o fim de um relacionamento de longo prazo. Estamos muito gratos pela fidelidade e apoio de Herve à Yamaha e pelos excelentes resultados obtidos ao longo deste tempo.”

"Continuaremos a prestar nosso apoio total à equipe Tech 3 e a seus pilotos em toda a temporada de 2018, enquanto avaliamos nossas opções para uma equipe satélite na MotoGP para 2019 e além". 

Próxima MotoGP matéria
Bagnaia assegura lugar na Ducati para MotoGP em 2019

Previous article

Bagnaia assegura lugar na Ducati para MotoGP em 2019

Next article

Espargaró confirma que estará nos testes do Catar

Espargaró confirma que estará nos testes do Catar
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Johann Zarco , Hafizh Syahrin
Equipes Monster Yamaha Tech 3
Autor Oriol Puigdemont
Tipo de matéria Últimas notícias