Vaiado, Marquez diz que ataque de Pedrosa impediu vitória

Marc Marquez insiste que brigou pela vitória com Jorge Lorenzo no GP de Valência, mas ataque de Dani Pedrosa nas voltas finais atrapalhou planos de bicampeão

Marc Marquez, segundo colocado no GP de Valência, andou praticamente toda a prova seguindo de perto Jorge Lorenzo - vencedor da prova e campeão da temporada 2015 da MotoGP. O espanhol não tentou em nenhum momento, de fato, uma manobra de ultrapassagem sobre Lorenzo.

Segundo Marquez - vaiado por grande parte do público nas arquibancadas do circuito Ricardo Tormo ao receber o troféu de segundo colocado - o plano era atacar nas duas voltas finais da corrida, mas a investida de Dani Pedrosa comprometeu a estratégia do bicampeão.

"No início, Jorge foi muito forte, tive que andar acima do limite para acompanhar. Creio que nesta hora Dani poupou os pneus. Meu plano era atacar nas últimas duas voltas, tentar a ultrapassagem e acelerar na última volta, como fiz em Indianápolis", disse.

"Mas Dani me ultrapassou, abriu demais a trajetória e ambos perdemos tempo. Recuperei a posição e fui para cima de Jorge. Tentei colocar por dentro na última curva, mas percebi que era arriscado demais- quase perdi a frente da moto", afirmou.

Com o resultado, o espanhol terminou o campeonato na terceira posição, com 242 pontos - distante dos 330 pontos de Lorenzo. Marquez promete, porém, que briga pelo título em 2016. "Um segundo lugar não é a melhor maneira de terminar a temporada. Mas na próxima estaremos na batalha pelo título mais uma vez", completou. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP de Valência
Pista Valencia
Pilotos Jorge Lorenzo , Dani Pedrosa , Marc Marquez
Equipes Repsol Honda Team
Tipo de artigo Últimas notícias