Vencedor pela terceira vez seguida, Márquez diz que já esperava largada ruim

Piloto da Honda fala de preocupação com conservação dos pneus e exalta prova na Argentina: “Esse circuito é muito legal”

Após boa prova neste domingo, ganhando a terceira seguida da pole position, Marc Márquez disse que sua corrida não foi tão fácil quanto pareceu. Largando de um lugar sujo, o #93 esperava uma partida ruim, mas teve de alcançar Lorenzo que abria na frente para conseguir chegar em primeiro.

“Acho que as primeiras voltas foram muito legais para os fãs. Mas já esperava que minha largada não seria muito boa, porque estava em um lugar bem sujo”, disse o piloto que caiu para quinto no início.

“O pneu traseiro patinou um pouco. Nas primeiras curvas tive alguns problemas. Mas, de qualquer forma, foi legal. Jorge abriu um pouco, tentei dar tudo, o segui algumas voltas. Depois de umas 10 comecei a dar tudo, vi que Dani estava chegando forte e precisei passar para garantir a vitória.”

“O momento mais importante da corrida foi a ultrapassagem em Jorge, foi o momento mais decisivo. Foi importante também no início manter a calma, não se estressar, não querer fazer mais do que podíamos. Salvamos um pouco o pneu, e tínhamos gás para o final.”

O piloto exaltou a presença da MotoGP em Termas de Río Hondo. “Acho importante que a MotoGP vá para outros países, porque acho que para os fãs é importante. E aqui na Argentina esse circuito é muito legal, mas acho que tínhamos que ir para outros circuitos no mundo e aqui na América do Sul. Vamos voltar no ano que vem e tentar fazer um bom show.”

Para ele, as três vitórias até agora farão com que sua temporada europeia comece com menos pressão. “Acho que será mais fácil manter a concentração. Na verdade, você vem muito em alta, às vezes pensa que pode ser mais fácil do que é, mas de qualquer forma, ainda é difícil e as corridas são longas. Estamos chegando aos circuitos europeus onde Lorenzo e Pedrosa vão bem, e temos que dar tudo.”

Em segundo, Pedrosa disse que deu seu máximo, mas andar atrás nas primeiras voltas lhe custou a luta pela vitória. "Infelizmente não estava tão rápido no começo, e teve toda a confusão no fim da volta 1 com o grande grupo, não pude passar muita gente porque não estava tão rápido."

"Mesmo depois, quando era terceiro, não pude chegar no ritmo, me custou algumas voltas para isso. Mas demos um passo importante no acerto e estava confortável na moto no fim, e gostei... mas também odiei, porque estava sozinho em terceiro e andando bem, mas no fim cheguei em Jorge e pude tentar passá-lo, o que para a equipe é bom resultado."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Tipo de artigo Últimas notícias