Viñales: "Não tenho a mesma confiança do ano passado"

compartilhar
comentários
Viñales:
Oriol Puigdemont
Por: Oriol Puigdemont
Traduzido por: Daniel Betting
18 de mai de 2018 19:30

Piloto da Yamaha terminou em quarto lugar nos tempos combinados das sessões de treinos livres de sexta-feira, mas continua com dúvidas sobre a M1

Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing

Le Mans (França) - Na próxima segunda-feira completará um ano da última vitória de Maverick Viñales na MotoGP, precisamente neste mesmo circuito de Le Mans, que no domingo receberá a quinta etapa da temporada de 2018.

Na pista francesa, em 2017, a Yamaha conseguiu a terceira vitória da temporada e pareceu deixar para trás os problemas que surgiram em Jerez duas semanas antes.

No entanto, as dúvidas que surgiram no evento andaluz continuaram ao longo da temporada e persistem até hoje. O catalão chegou a Jerez há 15 dias pensando na vitória após um fim de semana positivo em Austin, mas o resultado do fim de semana acabou com suas esperanças.

O circuito de Le Mans, uma pista historicamente favorável aos interesses da Yamaha, é apresentada como um parâmetro para medir o verdadeiro nível da M1 oficial de fábrica, embora após este primeiro dia a imagem não seja a mais otimista.

"Estar um ano sem vencer não é normal, mas leva tempo", reconheceu Viñales. "Não tenho a mesma confiança do ano passado, mas esta manhã consegui igualar o ritmo da corrida do ano passado e a moto do ano passado me proporcionou mais estabilidade."

O principal problema que está arrastando a Yamaha é o desempenho diferente oferecido pela moto conforme as condições variam, algo que foi repetido nesta sexta-feira.

"De manhã demos muitas voltas porque era importante conseguir um ritmo. Fui muito melhor do que eu esperava e a moto se comportou bem. Mas à tarde tentamos muitas coisas que não funcionaram e nos fizeram perder tempo.”

Viñales diz que ele tem um bom ritmo, mas a escolha dos pneus o penalizou no TL2. No entanto, as sensações são positivas.

"O segundo treino não foi ruim. Só não conseguimos acertar com os pneus, mas tenho um bom ritmo. Este circuito ajuda bastante a nossa moto e funciona bem. Temos que consertar algum aspecto da eletrônica, mas estou feliz. Temos que encontrar um bom set-up", concluiu.

Próxima MotoGP matéria
Márquez: Honda pode ser "forte em todos os lugares"

Previous article

Márquez: Honda pode ser "forte em todos os lugares"

Next article

Rossi: Treinos em Le Mans provaram que eu estava errado

Rossi: Treinos em Le Mans provaram que eu estava errado

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da França
Sub-evento Friday practice
Localização Le Mans Circuit Bugatti
Pilotos Maverick Viñales
Equipes Movistar Yamaha MotoGP
Autor Oriol Puigdemont
Tipo de matéria Reactions