Viñales: Tailândia trouxe o retorno da "Yamaha normal"

compartilhar
comentários
Viñales: Tailândia trouxe o retorno da
David Gruz
Por: David Gruz
7 de out de 2018 17:56

Espanhol disse que sua moto se comportou como uma "Yamaha normal" novamente durante o GP da Tailândia, já que a maioria de seus ganhos vieram nas curvas rápidas

No último ano a Yamaha não foi capaz de ganhar uma corrida sequer em 24 oportunidades, mas Maverick Viñales e Valentino Rossi deram um grande passo na Tailândia, com o primeiro tendo o primeiro pódio da equipe em cinco corridas e o último terminando em quarto.

Viñales explicou que poderia aproveitar a força da moto em curvas rápidas novamente em Buriram.

Leia também:

"Honestamente, é muito estranho porque em Aragón eu não podia me inclinar, era impossível", disse Viñales. "Este fim de semana foi um dos pontos mais fortes.”

"Onde eu me senti mais forte foi o setor 2 e 3, onde você só tem que fazer curvas de alta velocidade. Essa é normalmente a nossa principal potência, este fim de semana foi realmente bom, estava andando como a Yamaha normal."

Viñales terminou logo atrás da dupla Marc Márquez e Andrea Dovizioso, mas admitiu que não estava pensando em atacá-los, pois estava mais concentrado em defender o terceiro de Rossi.

"Na última volta eu estava mais pensando sobre o que vinha da parte de trás do que da frente, eu sei que não teria chance", admitiu.

"Perdi bastante na primeira parte da aceleração, por isso não consegui frear mais de 200 metros para tentar ultrapassar. Acabei de defender o pódio e, como vi, precisamos melhorar em muitas coisas."

Ele acrescentou que as recentes melhorias da Yamaha resultam de mudanças na moto, mas também de um pneu diferente do habitual, e somente na próxima corrida em Motegi a equipe saberá se é uma recuperação temporária ou permanente.

"Acredito que são as mudanças que fizemos na moto, mas o pneu traseiro também é diferente", disse Viñales. "Com certeza nos ajuda muito a fazer a curva, vamos ver se não é o pneu traseiro e se são as mudanças que fizemos na moto.”

"De qualquer forma, eu me senti forte na corrida, foi bom, eu estava sempre recuperando a diferença no final que eu estava me sentindo ótimo na moto.”

Próxima MotoGP matéria
Márquez celebra vingança: “sempre perdia na última volta”

Previous article

Márquez celebra vingança: “sempre perdia na última volta”

Next article

Rossi: Yamaha não deve se iludir por resultado na Tailândia

Rossi: Yamaha não deve se iludir por resultado na Tailândia
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Maverick Viñales Shop Now
Equipes Movistar Yamaha MotoGP
Autor David Gruz
Tipo de matéria Últimas notícias