Yamaha: Antecipação de novo acordo com Rossi é improvável

Chefe da equipe, Lin Jarvis não espera negociar com piloto antes das primeiras provas da próxima temporada

Assim como é o caso de quase todos os pilotos de ponta da MotoGP, o atual contrato de Valentino Rossi termina no final da próxima temporada, o que significa que os bastidores da categoria para o ano seguinte dominará as manchetes na primeira parte de 2018.

O acordo atual de Rossi foi assinado às vésperas da temporada de 2016 e foi anunciado durante o fim de semana no Catar, provocando uma série de mudanças, principalmente a de Jorge Lorenzo para a Ducati.

No entanto, o chefe da equipe, Lin Jarvis não prevê um início tão precoce das negociações desta vez, já que ele sente que Rossi quer passar as primeiras corridas de 2018 para ver se deseja permanecer no esporte.

Perguntado pelo Motorsport.com se as conversas com Rossi sobre um novo acordo para 2019 já começaram, Jarvis respondeu: "Não, porque temos um contrato de dois anos."

"No ano passado, fizemos a renovação no Catar, que era no início da temporada. Neste momento, estamos um pouco mais de meio ano em um contrato de dois."

"Espero conversar com ele em breve, mas não acho que seria tão cedo como no Catar."

"Acho que em Mugello ele saberá se quer estender seu acordo para além de 2018."

Rossi já deixou claro que está aberto para assinar um novo contrato para 2019 se ele continuar a ser competitivo, mesmo que um novo contrato de dois anos significasse correr até os 40.

"Quando assinei este contrato, acho que talvez seja o último", disse Rossi ao MotoGP.com em junho. "Mas eu não tinha certeza. Depende muito."

"Vou decidir no início da próxima temporada, mas se eu continuar competitivo e capaz de vencer, eu quero continuar."

Relatos adicionais por Oriol Puidgemont

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Valentino Rossi
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias