Yamaha garante interesse em ter Viñales e Rins no futuro

CEO da montadora na MotoGP, Lin Jarvis não poupa elogios aos jovens pilotos espanhóis: “normal que atraiam atenção"

A temporada de 2016 da MotoGP promete ser bastante aquecida nos bastidores, com muitos pilotos de times de fábrica – como Valentino Rossi e Jorge Lorenzo na Yamaha – tendo seu contrato acabando no fim deste ano.

Com as tensões envolvendo a dupla no final do ano passado, Lin Jarvis, CEO da Yamaha, já admite que pensa no futuro da equipe. Para ele, Maverick Viñales, campeão de Moto3 em 2013, é uma opção.

"Maverick Viñales já tem experiência na MotoGP. Eu não sei os detalhes de seu contrato com a Suzuki, mas eu suspeito que é de dois anos com uma opção para 2017," disse o britânico à Speedweek.

"Ele é um piloto muito bom, por isso é normal que ele atraia a atenção da Yamaha e das outras equipes de fábrica no MotoGP."

Rins também chama a atenção do paddock da MotoGP. Com uma campanha de estreia na Moto2 em 2015 que lhe rendeu duas vitórias e o segundo lugar nos pontos atrás do campeão Johann Zarco, ele entrou na lista de pilotos para se esperar bastante no futuro.

Rins vai ficar na categoria intermédia neste ano, e Jarvis assegura que o jovem espanhol está na "lista de desejos" da Yamaha para 2017, com uma estadia na Tech 3 – time satélite da Yamaha – sendo uma possibilidade.

"Eu acho que Alex Rins tomou a decisão certa ficando na Moto2 por um segundo ano", disse ele.

"Sem dúvida ele é um piloto talentoso e um bom candidato para a Yamaha no futuro. Ele está naturalmente na nossa lista de desejos. Ele cometeu alguns erros em 2015, mas provou ser muito rápido."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Maverick Viñales , Alex Rins
Equipes Yamaha Factory Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags lin jarvis