Zarco: "A sorte sorriu para mim em Jerez"

compartilhar
comentários
Zarco:
Oriol Puigdemont
Por: Oriol Puigdemont
Traduzido por: Daniel Betting
6 de mai de 2018 15:57

Johan Zarco reconhece que a sorte sorriu para ele em Jerez, onde conquistou um inesperado segundo lugar depois do triplo acidente com as duas Ducati e Dani Pedrosa

Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Marc Marquez, Repsol Honda Team, Andrea Iannone, Team Suzuki MotoGP
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3

Jerez de la Frontera.- O segundo lugar em Jerez colocou Johan Zarco na vice-liderança da tabela de pontos da MotoGP, apenas 12 do novo líder, Marc Márquez. Zarco é também o primeiro piloto na classificação no comando de uma Yamaha, depois da quinta posição de Valentino Rossi e do sétimo de Maverick Viñales.

Três dias depois de ser anunciado pela KTM para o próximo ano, Zarco voltou a mostrar que neste momento é capaz de andar bem, a apesar de pilotar uma moto menos evoluída do que os dois titulares da Yamaha.

Em Jerez, Zarco ficou durante quase toda a corrida em quinto, cerca de dois segundos atrás do trio formado por Jorge Lorenzo, Andrea Dovizioso e Dani Pedrosa, até os três irem ao chão e darem um presente inesperado ao francês.

"Vi que os três ficaram um pouco compridos ao entrar na curva seis e imediatamente os perdi de vista até encontrá-los no chão. Naquela hora eu não acreditei", reconheceu o piloto de Cannes.

"Quando isso aconteceu eu tive que relaxar, me acalmar e me concentrar novamente. Às vezes você tem sorte e hoje ela sorriu para nós. É incrível estar em segundo lugar no campeonato. Tenho que continuar sonhando", continuou Zarco, que em duas semanas estará em Le Mans, seu GP em casa, onde na última temporada conquistou seu primeiro pódio na MotoGP.

Apesar de ter sido uma prova em que a Zarco precisou sofrer, a Tech3 também tirou coisas positivas que, segundo ele, permitirão que ele suba um degrau de agora até o final do ano.

"Eu pude aprender coisas sobre o comportamento da minha moto, especialmente com os pneus usados, para poder lutar com Marc", disse o bicampeão mundial da Moto2.

Próxima MotoGP matéria
"Venci sem ter sido o mais rápido", reconhece Márquez

Previous article

"Venci sem ter sido o mais rápido", reconhece Márquez

Next article

Dovizioso culpa Lorenzo e Pedrosa por queda tripla em Jerez

Dovizioso culpa Lorenzo e Pedrosa por queda tripla em Jerez
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Espanha
Sub-evento Sunday post-race
Localização Circuito de Jerez
Pilotos Johann Zarco
Equipes Monster Yamaha Tech 3
Autor Oriol Puigdemont
Tipo de matéria Reactions