Lenda da Nascar e futuro Hall da Fama, Yates morre aos 74

Dono de equipe campeã na Nascar e construtor de motores, Robert Yates faleceu na última segunda-feira, aos 74 anos de idade.

Seu filho, Doug Yates, confirmou a notícia. Robert lutava contra um câncer no fígado.

Yates foi eleito em maio como parte do grupo que seria introduzido ao Hall da Fama da Nascar em 2018. Ele liderou a votação entre os cinco que entrarão no grupo, alcançando números que não eram obtidos desde 2011, quando David Pearson recebeu a mesma quantia, cerca de 94%, da votação total.

“Vou andar por aí com minha cabeça ainda mais erguida que antes. Isso significa muito para mim. Eu poderia fazer pouco caso, mas não. Por 40 anos tive o melhor trabalho do mundo”, disse Yates à época.

Yates teve uma trajetória única na Nascar, atuando tanto como construtor de motores quanto chefe de equipe.

Ele iniciou sua carreira na Holman-Moody Racing, em 1968, arrumou um emprego com o Hall da Fama da Nascar Junior Johnson em 1971, e o resto é história. Ele forneceu a potência de motor por trás de Bobby Allison e Cale Yarborough, levando o primeiro ao título em 1983, com a DiGard Racing.

No fim dos anos 1980, Yates fundou sua própria equipe, a Robert Yates Racing. O sucesso veio rápido – seu piloto Davey Allison venceu as 500 Milhas de Daytona em 1992 e terminou aquele campeonato em terceiro.

Em 1996, Yates ampliou sua equipe para dois carros, com o Hall da Fama da Nascar Dale Jarrett e Ernie Irvan. Imediatamente ele venceu as 500 Milhas de Daytona com Jarrett, que voltaria a triunfar na prova em 2000, um ano após vencer o campeonato que hoje é conhecido como Monster Energy Cup Series.

Os pilotos de Yates venceram 57 corridas na divisão principal e conquistaram 48 poles.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias NASCAR Cup
Pilotos Robert Yates
Tipo de artigo Últimas notícias