NASCAR anuncia os indicados ao Hall da Fama para 2016

Bruton Smith, Terry Labonte, Curtis Turner, Jerry Cook e Bobby Isaac são os nomes que vão compor a próxima turma

A NASCAR anunciou nesta semana os nomes que vão fazer parte do Hall da Fama da categoria para a turma de 2016. São eles: O. Bruton Smith, Terry Labonte, Curtis Turner, Jerry Cook e Bobby Isaac. Para o Landmark Award, prêmio dedicado àqueles que contribuíram de forma marcante para a história da NASCAR, foi escolhido o nome de Harold Brasington, que criou o primeiro superspeedway sancionado pela categoria, o Darlington Raceway. Confira mais detalhes sobre os cinco escolhidos, que serão homenageados dia 22 de janeiro de 2016:

O. Bruton Smith - construiu o Charlotte Motor Speedway e foi o fundador da Speedway Motorsports Inc., que administra os ovais de Atlanta, Bristol, Kentucky, Las Vegas, New Hampshire, Texas e, naturalmente, Charlotte. Além desses, o Sonoma Raceway - circuito misto -  também faz parte da companhia.

Terry Labonte - bicampeão da Sprint Cup e com uma carreira longeva na NASCAR, de 1978 a 2014. Chegou a ter o recorde de largadas consecutivas, 665, e é um dos seis pilotos da história que foi campeão em décadas diferentes, 1984 e 1996.

Curtis Turner - é considerado o Babe Ruth da NASCAR. Tinha os carros mais velozes e mais coloridos para a época em que competiu, de 1949 a 1968. Mantém o recorde de ser o único piloto da história que venceu duas corridas consecutivas largando da pole e liderando todas as voltas.

Jerry Cook - fez seu nome na categoria dos modifieds da NASCAR, onde ganhou seis títulos, sendo quatro consecutivos, de 1974 a 1977. Quando se aposentou como piloto da categoria, em 1985, assumiu um cargo de direção da Whelen Modified Tour e continua nele até até hoje.

Bobby Isaac - campeão da Sprint Cup de 1970, Isaac possui o recorde de poles numa mesma temporada, 19, em 1969. Nesse mesmo ano ele conseguiu 17 vitórias, mas acabou em sexto lugar. No ano em que se sagrou campeão, Bobby Isaac teve 11 vitórias, 32 Top5 e 13 poles, números extremamente difíceis para algum piloto da atualidade alcançar.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias NASCAR Cup
Tipo de artigo Conteúdo especial