NASCAR e Stewart surpreendem líder do Pearl Jam

Em noite de gala, Eddie Vedder recebe US$ 1.8 milhões para instituição de caridade apoiada pelo músico

A noite desta sexta-feira (4) fechou a temporada 2016 da NASCAR. O tradicional banquete em Las Vegas reuniu os principais personagens da categoria e premiou os grandes nomes do ano.

O evento teve participação de Sting e Snoop Dogg na parte musical. O recordista de medalhas de ouro em olimpíadas, Michael Phelps, anunciou o hepta campeão Jimmie Johnson para seu discurso em razão do título. Pela 14ª vez consecutiva, Dale Earnhardt Jr. foi eleito o piloto mais popular da NASCAR, mas outras surpresas ainda estava por vir.

Durante a parte da festa em que se homenagearia Tony Stewart, pela sua aposentadoria, foi chamado ao palco o líder da banda Pearl Jam, Eddie Vedder, como a personalidade a reverenciar o tricampeão.

Mas mal sabia o músico que a homenagem maior seria da NASCAR, em nome de Stewart, para a EB Research Partnership —instituição que cuida de pesquisas de pacientes com Epidermólise bolhosa, uma doença ainda sem cura que ataca o tecido conjuntivo. Rick Hendrick, dono da Hendrick Motorsports, anunciou a doação de US$1.8 milhões de toda a indústria para a instituição, deixando Vedder emocionado.

"Quando eu ouvi falar pela primeira vez, foi muito difícil," disse Vedder sobre a doença, que afeta um em cada 50.000 nascimentos.

"É a doença de pele mais insana que você poderia imaginar. E quando você percebe que também afeta os órgãos internos, você vê isso como algo diabólico. É muito difícil de descrever até você conhecer os jovens com isso, e eles fazem você refletir."

"Você também percebe que essas são algumas das pessoas mais fortes, mais legais e admiráveis da face da Terra."

 
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias NASCAR Cup
Tipo de artigo Últimas notícias