NASCAR reduz tentativas de prorrogação para Talladega

Alegando buscar maior competitividade e segurança, direção da categoria anunciou nesta terça-feira medida que vale para todo fim de semana

A NASCAR anunciou que haverá mudança de procedimento em caso de prorrogação, o habitual GWC (bandeira verde, branca e quadriculada). Ao invés das já tradicionais três tentativas, como em todos os ovais, foi decido que poderá ter apenas uma experiência de terminar a prova sem intervenção por conta de acidentes, quebras ou detritos.

A medida vale também para a prova da Truck Series, no sábado. Steve O'Donnell, vice-presidente executivo da NASCAR, comentou a mudança no site oficial da categoria. 

"Seguindo o extensivo diálogo que temos com a indústria, decidimos mudar o procedimento de GWC em Talladega neste fim de semana."

"Levamos muito a sério a responsabilidade de equilibrar chegadas emocionantes e segurança. Estamos confiantes de que essa é uma direção certa para ambos aspectos."

A NASCAR instituiu a prorrogação em 2004, com o limite de três tentativa de se fazer a chegada sem a presença da bandeira amarela. Desde 2012, quatro das últimas sete etapas de Talladega foram decididas desta forma.

Mas, das últimas 15 provas em superspeedway, apenas uma vez foi necessária a intervenção do GWC mais de uma vez.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias NASCAR Cup
Evento Talladega II
Pista Talladega Superspeedway
Tipo de artigo Últimas notícias